X
Focem

Fundo deve pagar mais de 25 mi de dólares a MS para saneamento básico

Municípios beneficiados são Corumbá, Amambai e Ponta Porã

Mato Grosso do Sul está prestes a dar um grande passo em direção ao desenvolvimento de sua infraestrutura urbana e saneamento básico, com a autorização para receber mais de US$ 25 milhões em repasses do Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (Focem). Os municípios beneficiados por esses investimentos são Ponta Porã, Amambai e Corumbá, onde os recursos serão aplicados em projetos cruciais para o progresso regional.

O anúncio desses repasses foi feito por meio de resoluções publicadas no Diário Oficial da União (seção 1, página 169), de ontem (12), por meio do Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO), que é o órgão brasileiro responsável pela seleção dos projetos que serão apresentados ao Focem, evidenciando ainda o compromisso do governo estadual em promover melhorias significativas nessas áreas-chave. Do montante total, mais de US$ 21,2 milhões provêm diretamente do Focem, enquanto outros US$ 3,8 milhões são a contrapartida do estado.

Conforme a publicação, os recursos devem ser aplicados no Programa de Desenvolvimento na Faixa de Fronteira, em Ponta Porã; no Programa de Redução nos Níveis de Perdas de Água, em Corumbá e no Projeto de Contorno Viário, em Amambai. Todos os projetos contam com 15% de contrapartida financeira estadual.

"A determinação do governador Eduardo Riedel é para impulsionar o crescimento das cidades de forma inclusiva, garantindo que todos se beneficiem. Esses investimentos não apenas estimulam o desenvolvimento econômico das regiões fronteiriças, mas também fortalecem a conexão social e impulsionam o avanço de todo o Mato Grosso do Sul. À medida que as cidades prosperam, surgem mais oportunidades de emprego para a população, especialmente na construção civil com a chegada de novas obras. O impacto positivo dessas iniciativas é extraordinário, contribuindo significativamente para melhorar a qualidade de vida de todos os cidadãos", comenta o secretário Helio Peluffo, da Seilog.

Mobilidade urbana e parques para Ponta Porã

Em Ponta Porã, o Programa de Desenvolvimento na Faixa de Fronteira, proposto pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Seilog), busca solucionar problemas de mobilidade urbana no Trevo da Cuia, com a reordenação do tráfego e sinalização na BR-463, um ponto crítico de congestionamento no trecho Brasil-Paraguai e ações estratégicas para otimizar a fluidez do tráfego e aumentar a segurança.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Não é só gotinha: entenda como funciona a vacinação contra a pólio

Atualmente, as três primeiras doses da vacina são injetáveis

Policial

PRF inaugura nova Unidade Operacional em Ribas do Rio Pardo

A estrutura possui, além das salas e equipamentos necessários para a atividade policial, uma sala de integração para operações com outras instituições

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo