X
Ranking

MS é o 1º estado do Brasil em desenvolvimento agropecuário

Entre as 100 maiores cidades agro do país, Mato Grosso do Sul tem 13 municípios

Entre as 100 maiores cidades agro do país, Mato Grosso do Sul tem 13 municípios / Divulgação

Dados do CNM (Confederação Nacional de Municípios) apontam que Mato Grosso do Sul é o 1º no desenvolvimento agropecuário entre os estados do Brasil. O índice serve para apoiar os gestores no planejamento e organização de ações municipais de incentivo ao desenvolvimento da produção rural.

Segundo o estudo, em 2021 o Estado tinha índice de 0,6941 (em uma escala de zero a 1), seguido por Mato Grosso, com 0,6652 e o Paraná, com 0,5926.

O levantamento também aponta que entre os 20 maiores do agronegócio do País, existem quatro cidades sul-mato-grossenses: Maracaju que lidera o ranking estadual e 8º no nacional, com índice de 0,9375; seguido por Sidrolândia, com 0,9272, em 12º no Brasil; Rio Brilhante, com 0,9248, ocupando a 13ª posição nacional; e em quarto no Estado e 17º nacionalmente aparece Chapadão do Sul, com índice IDAM de 0,9209. Entre as 100 maiores cidades agro do país, Mato Grosso do Sul tem 13 municípios.

O IDAM leva em consideração o crescimento da produção rural, da geração de emprego e de empresas voltadas para o agro, do investimento e da arrecadação municipal, diferenciando do ranking PAM (Produção Agrícola Municipal), que é elaborado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que utiliza outros critérios. De acordo com o PAM-IBGE, Maracaju ocupa a 14ª posição, Sidrolândia a 18ª; e Ponta Porã a 20ª.

De acordo com a área de estudos técnicos da CNM, 39% dos 5.568 municípios tem índice IDAM de até 0,2; outros 12% entre 0,2 e 0,4; 30% entre 0,4 e 0,6; 17% entre 0,6 e 0,8 e 2% acima de 0,8.

No Estado o número de cidades com índice acima de 0,8 é de quase 20%. São ao todo 14 localidades. Outros 42 municípios estão entre 0,6 a 0,8, o que corresponde a 53% das 79 cidades.

Na colocação dos estados Mato Grosso do Sul lidera o ranking IDAM, com índice de 0,6941; seguido por Mato Grosso com 0,6652; Paraná, com 0,5926; Goiás, com 0,5619; Rio Grande do Sul, com 0,5306; e São Paulo, com 0,5193.

O estudo aponta que a agropecuária brasileira no ano passado chegou ao valor bruto da produção de R$ 1,12 trilhão, gerando renda ao produtor e movimentando o comércio local. Segundo a CNM o agronegócio traz grande impacto positivo na balança comercial brasileira e representa 23% do Produto Interno Bruto (PIB).

O agronegócio foi um dos setores de maior contribuição para crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso do Sul nos últimos anos, gerando quase R$ 19 bilhões de riquezas ao Estado. A importância do setor que representa 17,10% de todo o PIB estadual que era de R$ 106 bilhões no último levantamento do IBGE (2019).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Serviços

Agendamento online para passaportes está indisponível temporariamente

Polícia Federal detecta tentativa de invasão do ambiente de rede

Educação

Inep apresenta novos indicadores de financiamento

Valor Aluno Ano Resultado é um complemento da União às redes estaduais e municipais em vigor desde 2023

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo