X
Política

Valor recuperado no FGTS vai direto para o trabalhador, diz procuradora-geral

Em 2023, a PGFN recuperou mais de R$ 680 milhões de devedores do fundo

Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional / Divulgação

A Procuradora-Geral da Fazenda Nacional, Anelize Almeida, destacou a evolução na recuperação de créditos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), nesta terça-feira, 27, durante o evento de lançamento do FGTS Digital, em Brasília/DF. A nova plataforma, apresentada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, vai simplificar o recolhimento do FGTS pelos empregadores e, nas palavras de Anelize, “representa uma nova fase na vida do trabalhador”.

A implementação do FGTS Digital é vista como um marco importante para facilitar a gestão do Fundo de Garantia, oferecendo uma interface 100% web e diversas opções para a geração de guias de pagamento. A nova plataforma não apenas agiliza o processo de recolhimento do FGTS para os empregadores, mas também representa um passo significativo no esforço do governo para modernizar as relações de trabalho e reforçar a segurança dos direitos dos trabalhadores.

De acordo com dados da PGFN, o estoque do 4º trimestre de 2023 de dívidas relacionadas ao FGTS é R$ 49,5 bilhões. A gestão de contencioso é uma das prioridades da procuradoria, pois, segundo Anelize, trata-se da política pública das políticas públicas, aquela que “dá proteção principalmente àqueles trabalhadores das camadas menos privilegiadas da sociedade”.

Segundo a procuradora-geral, o valor recuperado da dívida do FGTS vem crescendo ao longo dos anos, alcançando a marca de mais de R$ 680 milhões, em 2023. Este montante reflete um crescimento de 18% em comparação ao ano anterior. Estes R$ 105 milhões a mais recuperados, representam mais bem-estar na mão da população. “O esforço da PGFN em recuperar esses valores se traduz diretamente em benefício para o trabalhador”, disse durante a solenidade.

Durante sua fala no evento de apresentação, Anelize lembrou de uma negociação bem-sucedida com um grupo empresarial em Pernambuco, que resultou no pagamento do FGTS a milhares de trabalhadores. “Eu tenho a satisfação de dizer que 20 mil famílias passaram o Natal um pouco melhor com um direito que eles foi assegurado por todos nós por um sistema de proteção”, disse a procuradora..

A próxima sexta-feira, 1, começa a funcionar o novo FGTS Digital, que incluirá o uso do Pix como método para efetuar pagamentos. Segundo o Ministério do Trabalho, essa introdução promete melhorias significativas em termos de rapidez, eficiência e simplicidade, facilitando a alocação correta dos recursos nas contas dos empregados.

Esta iniciativa, capitaneada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, é fruto da colaboração entre diversos órgãos, incluindo o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, o Conselho Curador do FGTS, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, o Serpro e a Caixa Econômica Federal.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

ALEMS debate a judicialização da Saúde em Mato Grosso do Sul

Assunto foi uma das principais discussões entre os deputados

Educação

MEC vai nomear 220 técnicos em assuntos educacionais

Novos servidores trabalharão em Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo