24 de janeiro de 2022
Anuncie Aqui
Educação

Mulheres vítimas de violência podem ter prioridade na matrícula em instituições de ensino

É o que prevê o Projeto de Lei do Senado (PLS) 265/2018, que aguarda relatório na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE)

28 JUL 2018 - 09h10min
Agência Senado

Mulheres vítimas de violência doméstica e familiar poderão ganhar prioridade em matrícula em instituições de ensino. É o que prevê o Projeto de Lei do Senado (PLS) 265/2018, que aguarda relatório na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

J Jardim - Campanha de Outubro_9

O PLS acrescenta à Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) a prioridade para mulheres vítimas de violência em matrícula ou rematrícula, em instituições de ensino, para elas próprias ou dependentes.

O autor do projeto, senador Magno Malta (PR-ES), argumenta que a falta de prioridade nas matrículas deixa a mulher e dependentes vulneráveis à perseguição do agressor, o que poderia até dissuadir as vítimas de denunciar os crimes. “O direito à educação é um direito fundamental e deve ser garantido às vítimas de violência”, afirma Malta.

Depois de passar pela CE, a matéria segue para análise em caráter terminativo na Comissão de Direitos Humanos (CDH).

Lei Maria da Penha

Atualmente, a assistência à mulher em situação de violência doméstica e familiar é prestada de forma articulada e conforme os princípios previstos na Lei Orgânica da Assistência Social, no Sistema Único de Saúde, no Sistema Único de Segurança Pública, entre outras normas e políticas públicas de proteção. O juiz é quem determina a inclusão da mulher em situação de violência no cadastro de programas assistenciais do governo, de modo a preservar a integridade física e psicológica da vítima.

Se a mulher trabalha na iniciativa privada, é mantido o vínculo trabalhista mesmo quando há afastamento do local de trabalho, por até seis meses. No caso de servidoras públicas, elas têm acesso prioritário à remoção – deslocamento para outro setor ou outro órgão.

Projeto na Câmara

A Câmara dos Deputados analisa um outro projeto de teor semelhante ao do PLS 265/2018: o PL 8.599/2017. De autoria da deputada Geovania de Sá (PSDB-SC), o PL da Câmara concede prioridade às mulheres vítimas de violência  para matrícula dos filhos em centros de educação infantil.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Casal morre em acidente na BR 262

2
Policial

PMA apreende rede de pesca com peixes já podres

3
Policial

Mulher denuncia esposo após ser agredida com mangueira

4
Geral

CNH vencida volta a ter prazo normal para renovação

Informe Publicitário

Informe Publicitário

A Rede Atlântico Super Center renova seu compromisso com você!

Previsão do Tempo

min24 max39

Aquidauana

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
min24 max39

Anastácio

Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,05m
Miranda
1,40m
Paraguai
0,108m

Colunas e Blogs

Gabriel Novis Neves

Lavadeiras

Valdemir Gomes

Num...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Ponto de Táxi

Ponto de Táxi Nº 6

Praça Afonso Pena, s/n - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2774
Clubes

Lions Clube

Rodovia Aquidauana-Cera, Km 4, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3800/32412
Associações e Sindicatos

AABB - Associação Atlética Banco do Brasil

Rua João Dias Feitosa, 1661 Bairro da Serraria - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3051/99911
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo