X
Esportes

Águia Negra conquista a taça estadual 2020

Esporte Clube Águia Negra vence Aquidauanense Clube por 1 x 0

Esporte Clube Águia Negra conquista a taça do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol Profissional Série A 2020 / Divulgação

Pela segunda vez consecutiva, o Esporte Clube Águia Negra conquista a taça do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol Profissional Série A 2020. Na noite de quarta-feira (23), na casa do Aquidauanense Futebol, em Aquidauana (MS), o adversário Virgulino, por 1 a 0, fez gol no fim do primeiro tempo. A vitória era o único resultado possível do time de Rio Brilhante depois do empate em 0 a 0 na partida de ida e valeu o quarto título, depois de 2007, 2012 e o ano passado.

O título que foi ganho, tem como garantia a vaga na Copa do Brasil 2021 e garante cota mínima de R$ 500 mil. Além da vaga na Sério D do Campeonato Brasileiro e Copa Verde.

Já ao Azulão, confirmado que o Mato Grosso do Sul perde uma vaga na Copa do Brasil para o Espírito Santo, se contenta com lugar nas outras competições.

O jogo –

No Estádio Noroeste, com as bolas paradas, os dois times levaram perigo aos goleiros adversários mas as duas principais chances foram em jogadas semelhantes. Primeiro Filipe, do Águia, foi lançado em profundidade, invadiu a área e bateu cruzado para defesa de Jota, com o pé direito, evitando o gol. A resposta veio em lançamento para Léo Mineiro que tocou na saída de Tafine, e o goleiro rubro-negro também conseguiu fazer a defesa.

Em seguida, precisando obrigatoriamente da vitória para levantar a taça, o Águia foi para o abafa na reta final e chegou ao gol em cobrança de escanteio aos 42 minutos. Mário Lúcio cobrou pela direita, Virgulino se antecipou à Léo Mineiro e tocou no cantinho, entre Jô e a trava, tirando possibilidade de ação de Jota.

Depois do intervalo o Aquidauanense voltou sentindo a responsabilidade de buscar o resultado e cometeu alguns erros. Aos nove minutos, Preto teve a chance de fazer o segundo, mas o arremate foi para fora. Aos 18, Mário Lúcio foi lançado e caiu na disputa de bola com Jota. Os jogadores do Águia pediram pênalti, mas Paulo Henrique Vollkopf entendeu como jogada normal.

Aos 25, a chance do empate caiu nos pés de Léo Mineiro, mas a conclusão saiu por cima do gol de Tafine. Depois, o Águia tentou controlou o jogo como possível, mas a situação ficou complicada aos 36 minutos, com a expulsão do zagueiro Jonatan, após falta dura em Léo Mineiro, levando o segundo amarelo, consequentemente, o vermelho.

Na pressão do Aquidauanense, apareceu o goleiro do Águia. Aos 42, em chute de Luan que ainda desviou na zaga, ele conseguiu dar um tapa na bola e evitar o empate. Ao 44, Felipe saiu no contra-ataque e poderia ter marcado o gol do título, mas errou o alvo. Tafine evitou o empate mais uma vez aos 46 minutos em chute de Jô que tinha endereço, mas o goleiro conseguiu o desvio, garantindo a vitória por 1 a 0 e o quarto título do Águia Negra.


Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Resgate

Bombeiros resgatam família cercada pelo fogo em sítio às margens do Rio Paraguai

A família foi retirada da área de risco e levada em segurança para a embarcação, sob os cuidados do subtenente Valdeci

Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 47 milhões

Sorteio será realizado a partir das 20h, horário de Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo