X
Esportes

De vilão a herói, Neymar brilha em jogo quente, e Santos vence o Corinthians

Garoto perde pênalti, mas faz belo gol e comanda triunfo por 2 a 1 que deixa Peixe perto das semifinais. Timão tem dois expulsos no clássico na Vila

Neymar comemora o seu gol, o primeiro do Santos no clássico, diante do corintiano Elias / globo esporte

Nem toda a experiência de Ronaldo e Roberto Carlos, outra vez expulso, conseguiu frear a garotada dona do melhor futebol do Campeonato Paulista. Neymar, que usou a camisa 7 de Robinho, convocado para a seleção, precisou se redimir para deixar o gramado da Vila Belmiro como o herói de um dos melhores jogos do Estadual até agora. Depois de perder um pênalti, o jovem craque marcou um belo gol, deu o passe para André fazer o segundo, sendo decisivo na vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Corinthians, neste domingo, na Vila Belmiro.

A vitória deixou o Peixe em situação muito confortável na briga pela classificação às semifinais, com 28 pontos, quatro a mais do que o vice-líder Santo André. Dentinho fez para o clube da capital, que está com 19 pontos, agora fora do G-4, em quinto lugar.

O resultado diante do atual campeão paulista e da Copa do Brasil confirma o ótimo momento vivido pelo Santos na temporada. A equipe chegou a nove vitórias consecutivas e igualou a marca obtida pelo time de 2007, comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Primeiro tempo agitado na Vila

Com apenas cinco segundos de jogo, o clima esquentou na Vila Belmiro. Assim que deu a saída no meio de campo, Ronaldo se chocou involuntariamente com Paulo Henrique Ganso e caiu no gramado, pedindo atendimento médico. Os jogadores do Corinthians cercaram o árbitro José Henrique de Carvalho cobrando cartão, mas ele ignorou os pedidos.

Logo aos dois minutos, o Santos teve grande chance de marcar. Jorge Henrique perdeu a bola no campo de ataque, e o Peixe partiu em disparada para o setor ofensivo. Pelo meio, Ganso deu lindo passe em profundidade para Neymar na área. Ele recebeu sem marcação e chutou para Felipe fazer ótima defesa em dois tempos.

Três minutos depois, aos cinco, Ganso apareceu novamente. Ele driblou dois jogadores do Timão pelo lado direito do ataque e enfiou a bola para Marquinhos. O meio-campista invadiu a área, passou por William e foi derrubado por Roberto Carlos: pênalti marcado, apesar das reclamações dos corintianos. Neymar bateu no canto esquerdo alto, e Felipe voou para espalmar.

O lance diminuiu o ímpeto santista e permitiu que o Corinthians melhorasse, porém, não a ponto de pressionar. Roberto Carlos, aos 14, arriscou em cobrança de falta, que Felipe defendeu com tranquilidade. Aos 18, o Santos respondeu. Marquinhos lançou por cima da defesa para Arouca. O volante entrou em disparada na área, mas dominou mal. Felipe, mais uma vez, defendeu.

Quando Ronaldo acordou, o Timão quase abriu o placar, aos 24, em um dos lances mais bonitos do Paulistão até o momento. O Fenômeno deu excelente toque para Dentinho na área. De costas para o marcador, o atacante dominou e concluiu de bicicleta. Bem posicionado, Felipe desviou e salvou o Peixe.

No momento em que o Corinthians crescia, com um futebol mais cadenciado e de paciência, o Santos chegou ao gol, aos 33. Marquinhos viu Neymar pelo lado esquerdo e tocou. A revelação santista dominou de costas para Alessandro, girou e, ainda fora da área, disparou um chute certeiro no canto direito de Felipe: 1 a 0.

Timão tem dois expulsos, e Peixe garante vitória

No segundo tempo, Mano Menezes sacou Alessandro e Ralf para a entrada de Moacir e Jucilei, respectivamente. Tentava melhorar a saída de bola do campo de defesa para o ataque. A mudança, contudo, não teve o efeito esperado. Melhor para o Santos, que, mesmo sem a velocidade da etapa inicial, continuou dominando a partida.

Sem força ofensiva e com espaço no setor defensivo, o Corinthians viu o Peixe chegar ao segundo gol, aos 14, novamente em uma bela trama dos jogadores de frente. Marquinhos tocou de trivela para Neymar dominar no peito e cruzar para André bater rasteiro, sem chances de defesa.

Com a vantagem, o Santos tentou gastar o tempo. Em um lance já parado pela arbitragem, Neymar deu um chapéu em Chicão. O zagueiro não gostou e empurrou o atacante. Ambos receberam cartão amarelo. Aos 23, o visitante descontou. Ronaldo cruzou da esquerda, Dentinho desviou e acertou a trave. O próprio atacante aproveitou o rebote e diminuiu a desvantagem da equipe.

A reação, no entanto, não aconteceu. Dois minutos depois, o lateral-direito Moacir fez falta violenta em Marquinhos e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Na sequência, foi a vez de Roberto Carlos. Ele simulou uma penalidade e também ganhou o vermelho, deixando o Corinthians com dois jogadores a menos.

Nos minutos finais, o Santos passou a brincar, e o Corinthians, mesmo com nove em campo, perdeu uma oportunidade incrível de deixar a Vila com um ponto. Aos 40, após cruzamento da direita, o goleiro Felipe deu um leve toque na bola, o suficiente para atrapalhar Tcheco, que cabeceou por cima do gol, para desespero da torcida e do técnico Mano Menezes.

Os clubes voltam a jogar apenas na quinta-feira. O Santos enfrenta o Paulista, às 21h, em Jundiaí, enquanto o Corinthians pega o Botafogo-SP, às 17h, no Pacaembu.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hemosul convoca doadores de sangue neste fim de semana

Ação visa abastecer estoque de tipagens

Saúde

Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano

Seis estados e o Distrito Federal decretaram situação de emergência

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo