X
Esportes

Joanna Maranhão confirma boa fase e leva dois ouros na Rússia

A brasileira Joanna Maranhão confirmou seu bom momento no circuíto internacional de piscina curta. Ela terminou a etapa de Moscou da Copa do Mundo da Fina (Federação Internacional de Natação) com duas medalhas de ouro (400m medley e 200m borboleta) e uma de bronze (200m medley).


Os dois ouros vieram neste sábado, último dia de disputas. Na final dos 400m medley, venceu com 4min26s98, quase dez segundos mais rápida do que a melhor marca de sua carreira. O antigo recorde brasileiro da distância era de 4min35s62, de 2008.


A marca é também o novo recorde da Copa do Mundo, superando os 4min27s21 da sul-africana Kathryn Meaklin, também do ano passado. Joanna, inclusive, chegou a nadar abaixo da linha do recorde mundial (Mireia Garcia/ESP, 4min25s06) até as passagens de nado peito. A medalha de prata ficou com Meaklin, com 4min29s56. O bronze, com a russa Anastásia Ivanenko, com 4min33s40.


Nos 200m borboleta, poucos minutos depois, ela repetiu a dose. Venceu com 2min04s01, novo recorde da Copa do Mundo. A segunda colocada foi a francesa Aurore Mongel, com 2min04s75, e a terceira, a australiana Felicity Galvez, com 2min05s17.


O Brasil ainda conquistou duas medalhas de prata neste sábado. Fabíola Molina caiu na água para a final dos 100m costas e ficou em segundo, com 57s62. A russa Kseniya Moskvina foi a vencedora, com 56s66. O bronze foi para Maryia Gromova, também da Rússia, com 57s90.


Já Henrique Rodrigues ficou em segundo nos 200m medley, com 1min55s37. O vencedor foi o sul-africano Darian Townsend, com 1min52s93. Alexander Tikhonov, da Rússia, foi o terceiro, com 1min56s09.


Último brasileiro a chegar às finais, Bruno Fratus, nos 50m livre, não foi ao pódio: terminou em quinto (21s55).


Recordes mundiais


O segundo dia da Copa do Mundo em Moscou já teve dois recordes mundiais. Nos 50m peito, a norte-americana Jéssica Hardy melhorou seus tempos, com 29s36 - sua marca era de 29s45. Nos 100m borboleta masculino, o russo Evgeny Korotyshkin fez 48s99, melhorando os 49s07 do norte-americano Ian Crocker, feito em 2004.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Dengue: 14,7% das vacinas distribuídas aos municípios foram aplicadas

Distrito Federal avalia ampliar público-alvo para não perder doses

Economia

Inadimplência do consumidor aumenta em janeiro, após 2 meses de queda

Número de inadimplentes chegou a 72,07 milhões, segundo a Serasa

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo