X
Esportes

Sem grana, Corumbaense desiste de participar da Série B este ano

Time conhecido pela rivalidade com o Aquidauanense não entra na competição por falta de recursos

Corumbaense desistiu de participar da série B / Reprodução Diário Corumbaense

Sem grana, o Corumbaense Futebol Clube anunciou que não vai disputar a Série B de 2022. O time é conhecido pela forte rivalidade com o Aquidauanense, mas não entra na competição por falta de recursos. O vice-presidente do Corumbaense, João Luis Ribeiro confirmou a desistência.

O clube de Corumbá não participou da reunião do Arbitral que aconteceu nexta-feira (29) e conforme o Diário Corumbaense a situação foi foi divulgada pelo canal do Youtube do site Futebol na Canela.

O vice-presidente do clube também e responsável pelo departamento de futebol, João Luis Ribeiro, o "Kiko", disse que o Corumbaense não joga após a diretoria ver um estudo de viabilidade, e constatar que participar da competição comprometeria o planejamento de se reestruturar financeiramente.

“Tentamos viabilizar, fizemos um levantamento com calma, do quanto teríamos que investir, o que arrecadaríamos e vimos que nesse momento, com o que conseguimos de patrocínio, não seria possível”, explicou Kiko, que pontuou que o clube tinha a intenção de voltar aos gramados ainda esse ano e por isso, chegou a fazer o pagamento da multa, para não excluir a possibilidade.

Multa

A multa de R$ 4,4 mil que foi paga no último dia 21 a uma instituição de caridade, foi imposta pelo TJD-MS como pena convertida da punição ao Carijó da Avenida que abandonou o Campeonato da Série A em 2020.

O dirigente ressaltou que agora a intenção do Corumbaense é terminar de pagar as parcelas mensais por dívidas trabalhistas movidas contra o clube, que já levaram sua sede social a leilão por duas vezes, para voltar a pensar em futebol, o que deve ocorrer somente no ano que vem.

“Nós pagamos mensalmente cerca de 20 mil reais de dívidas trabalhistas. Ainda tem a questão do estádio que não é nosso, que precisaríamos resolver. Coloquei tudo no papel e vimos que poderíamos comprometer o planejamento. Não podemos correr outra vez o risco de perder a sede, que é histórica, então, decidimos recuar. Provavelmente no primeiro semestre de 2023 já estaremos livres das dívidas e poderemos pensar no retorno, como o clube merece ser, competitivo", concluiu a este Diário.

Afastamento de 2020

Segundo o Diário Corumbaense, o time alegou problemas financeiros, em 2020 e também pediu afastamento da competição após paralisação do campeonato por cerca de oito meses, devido a pandemia da Covid-19.

De acordo com o regulamento, clubes que apresentam desistência durante a competição ficam impedidos de disputá-la por duas temporadas consecutivas. Entretanto, o time de Corumbá se valeu de carta de desistência amparado em deliberação da Secretaria Nacional de Esportes, que determinava a não punição de equipes que desistissem em decorrência de problemas devido a pandemia.

Mesmo assim, a punição ocorreu para o Corumbaense e Maracaju, que também desistiu de participar da competição naquele ano. O MAC optou por cumprir o afastamento de duas temporadas e voltar à disputa no ano que vem.

Com informações site Rádio Futebol na Canela.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Corumbá

Cachorro invade avenida e derruba homem de bicicleta elétrica

O homem teve ferimentos nos membros superiores e inferiores e foi socorrido 

Miranda

Sucuri de 2,5 metros é capturada em Miranda

PMA foi acionada e resgatou a serpente em segurança

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo