X
Esportes

Vôlei feminino: seleção brasileira estréia com vitória na Copa dos Campeões


A seleção brasileira adulta feminina de vôlei estreou com vitória na Copa dos Campeões, em Tóquio, no Japão. O Brasil derrotou a República Dominicana por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/16 e 25/17, após 1h13 de jogo disputado no ginásio Metropolitan, na madrugada desta TERÇA (10.11). Natália, com 13 pontos, foi a maior pontuadora do jogo, seguida por Mari, 12, e Carol Gattaz, 11.


As japonesas são as próximas adversárias das brasileiras, atuais campeãs olímpicas. A partida acontecerá nesta QUARTA (11.11), a partir das 8 horas (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal Sportv. A segunda rodada da Copa dos Campeões terá ainda Tailândia x República Dominicana e Itália x Coreia do Sul.


No jogo de abertura da competição, nesta TERÇA, a Tailândia deu um pouco mais de trabalho do que o esperado à seleção da Itália. As italianas venceram por 3 sets a 0, com parciais de 27/25, 25/22 e 25/22. Ainda nesta QUARTA, entrarão em quadra Japão e Coreia do Sul.


O JOGO


O bloqueio foi o principal fundamento na vitória da seleção brasileira no primeiro set. O Brasil começou lento, e chegou a estar perdendo por 12/19 - o bom saque da República Dominicana surpreendeu a recepção brasileira -, quando iniciou a reação. As atuais campeãs olímpicas marcaram sete pontos consecutivos - três de bloqueio, um no saque de Dani Lins, um no contra-ataque de Sheilla, e dois em erros das adversárias. Os dois times permaneceram empatados até o 22º ponto. Natália foi a responsável pelas três últimas finalizações do Brasil, que chegou à vitória por 25/23, em 28 minutos.


No segundo set a República Dominicana saiu na frente mais uma vez, fazendo 3/1, e o equilíbrio permaneceu até o empate em 10/10. Adenízia, pelo meio-de-rede, marcou o 11º ponto do Brasil, e no saque de Mari, veio o 12º ponto. A partir daí, a seleção brasileira mandou na partida. Com o marcador favorável em 14/13, o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães chegou a 19/13, em um bloqueio de Carol Gattaz. Em contrapartida, as dominicanas cometeram diversos erros. Mari fechou o set em 25/16, após 23 minutos.


Sem dificuldades, o Brasil dominou o terceiro set. Melhor no saque e no bloqueio, o time brasileiro não deu chances à equipe da República Dominicana, chegando aos dois tempos técnicos com a vantagem de 8/4 e 16/10. Natália marcou o 24º ponto, e Carol Gattaz selou a vitória por 25/17, em 22 minutos.


ZÉ ROBERTO: "AINDA PRECISAMOS MELHORAR"


Este foi o quarto confronto entre Brasil e República Dominicana em 2009. A equipe caribenha, inclusive, foi a única a derrotar a seleção brasileira na temporada. Foi durante a Copa Pan-Americana, nos Estados Unidos. Daí a preocupação do técnico José Roberto Guimarães para a estreia. Apesar da vitória, Zé Roberto ressaltou que o time ainda precisa melhorar para buscar o bicampeonato da Copa dos Campeões.


"A gente não foi bem no jogo. Buscamos um primeiro set quase perdido. O time estava um pouco preso no início. Depois começou a encaixar. O bloqueio, no momento da dificuldade foi decisivo, e o time se soltou. A gente sabia que seria uma partida complicada. Ainda precisamos melhorar", analisou o técnico José Roberto Guimarães na entrevista ao canal Sportv.


Para o segundo compromisso, contra o Japão, nesta QUARTA (11.11), o técnico bicampeão olímpico exigirá mais atenção. "Será uma partida difícil. Durante nosso período de aclimatação, percebi que a seleção japonesa melhorou muito. Fizemos três bons jogos-treinos contra elas. O saque é forte, a recepção é muito boa, assim como o bloqueio", afirmou Zé Roberto.


A capitã e levantadora Dani Lins admitiu que o time brasileiro não começou bem: "Começamos devagar, e só melhoramos quando o bloqueio e o saque funcionaram", explicou a jogadora.


Segunda maior pontuadora da partida, com 12 pontos, Mari também fez sua análise da estreia: "Entramos um pouco tensas, mas, depois, conseguimos nos encontrar em quadra. Amanhã, contra o Japão, que tem um jogo mais rápido, será mais difícil".


A central Adenízia acha que a postura mostrada pela equipe brasileira no final do primeiro set tem que ser a mesma diante do Japão nesta QUARTA. "As japonesas conhecem bem nosso estilo de jogo. Mas se jogarmos como hoje, especialmente com a mesma concentração do final do primeiro set, podemos vencer".


O técnico da República Dominicana, o brasileiro Marcos Kwiek, também fez sua análise da partida contra o Brasil: "Começamos bem o jogo, com um bom saque, mas cometemos alguns erros a partir da metade do primeiro set, que permitiram o Brasil passar à frente. Precisamos manter uma regularidade maior na próxima partida".


EQUIPES


BRASIL - Dani Lins, Sheilla, Carol Gattaz, Adenízia, Mari e Natália. Líbero - Fabi


Entraram: Ana Tiemi, Joycinha, Sassá e Thaísa.


Técnico - José Roberto Guimarães


REPÚBLICA DOMINICANA - Echenique, Vargas, Eve, Mabru, Rivera e Cabral. Líbero - Castillo


Entraram - Sierra, Marte, Rodriguez e Burgos,


Técnico - Marcos Kwiek


NÚMEROS DA PARTIDA


BRASIL


Ataque - 40


Bloqueio - 9


Saque - 4


Pontos em erros do adversário - 22


REPÚBLICA DOMINICANA


Ataque - 36


Bloqueio - 8


Saque - 2


Pontos em erros do adversário - 10

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

MEC divulga resultado da segunda chamada do Prouni

Lista de pré-selecionados atrasou quatro dias

Economia

Mega-Sena pode pagar R$ 185 milhões neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19 horas, no horário de Brasília

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo