24 de novembro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Eventos

Exposição na Capital abriga artesanato da região do Pantanal

22 OUT 2007 - 08h50min
midia max news

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul inaugura nesta terça-feira (dia 23), às 15h, a Exposição Temporária de Artesanato da Região do Pantanal, na Casa do Artesão de Campo Grande. Serão apresentados trabalhos de artesãos de Anastácio, Aquidauana, Miranda e Corumbá.


Entre eles, José Messias de Jesus, Luiz Augusto Ferreira e outros do Grupo de Produção de Abrólio - Resgatando Raiz e da Associação Amor Peixe. Serão exibidas ainda, a cerâmica Terena. A exposição fica até dia 12 de novembro.


Artesãos


José Messias de Jesus é um artesão de Anastácio, numa humilde família do Sul de Minas Gerais. Aos nove anos, perdeu o pai e teve que começar a trabalhar para ajudar no sustento da casa. Nesta época difícil, mudou-se para São Paulo. Lugar onde, depois de trabalhar numa sapataria, passou a fazer o trabalho de artesanato com o couro. "Cada peça que produzo é como se fosse a primeira", disse Messias.


Ao mudar-se para Mato Grosso do Sul, começou a trabalhar numa selaria com um amigo. Em quatro meses abriu sua própria selaria, onde trabalha o couro artesanalmente até hoje. Ele é o único artesão que produz artefatos em couro em Anastácio. Seus produtos têm uma demanda tão grande que só ele não consegue supri-la. Atualmente está ministrando uma oficina para repassar sua técnica, formar outros artesãos e possibilitar a continuidade dessa arte.


O Grupo de Produção de Abrólio - Resgatando Raiz, iniciou seu trabalho em maio de 2005, na Casa do Artesão de Aquidauana, convidado pelo vereador Paulo Reis e pelo presidente da Câmara na época. Desenvolvido por Maria Santos Calonga, com recursos restritos, o grupo adquiriu os primeiros materiais para os alunos confeccionarem e comercializarem seus trabalhos.


Nestes dois anos, o grupo tem recebido apoio da Secretaria de Ação Social e da FCMS, por meio de oficinas de treinamento para que os alunos possam aperfeiçoar a técnica e o acabamento de seus trabalhos. O núcleo é voltado às pessoas de baixa renda e tem como objetivo ajudá-las a incrementar sua renda.


A cerâmica Terena é produzida, em sua maioria, na região da bacia do Rio Miranda, em especial nas aldeias Cachoeirinha e Argola. Atualmente ela perdeu um pouco da sua característica original, e adquiriu uma nova identidade estética, voltada para a comercialização, sem deixar, contudo, de preservar sua resistência e sua singela beleza. A cerâmica Terena tem um caráter utilitário, o que exige um processo de queima das peças bastante cuidadoso.


A qualidade do produto depende em grande parte desta etapa da fabricação. As peças são enfeitadas com delicados desenhos -linhas, pontos, flores, espirais, e outros motivos que as identificam. As técnicas de fabricação são ensinadas pelas mulheres mais velhas às mais jovens. É uma atividade que estimula e reforça os laços de solidariedade familiar. Luiz Augusto Ferreira, artesão de Corumbá, em 1967, aprendeu a fazer cestas de salsaparrilha com a avó.


A técnica foi aprendida com uma índia boliviana, em troca de latas de mantimentos. Uma planta sem utilidade para ninguém, para eles era de grande valia. A salsaparrilha é chamada de "o cipó dos milagres". Ele é cheio de nós e tipicamente pantaneiro, encontrado nas morarias de Corumbá. É colhido duas vezes por mês e produzem dois tipos de cestas: redonda e ovalada.


A Associação Amor Peixe, de Corumbá, foi fundada em 2003. O couro de peixe é utilizado para a produção de bolsas, roupas, brincos, agendas entre outros objetos. Dez mulheres integram a associação, que em sua maioria, são esposas de pescadores, que encontraram na atividade, uma maneira de complementar a renda familiar. A sede da organização fica na Casa do Artesão de Corumbá. Um dos reconhecimentos mais importantes foi a premiação da presidente da "Amor Peixe", Wânia Alecrim, vencedora do Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora 2005.


As artesãs da Associação Amor Peixe tem seu trabalho reconhecido tanto em nível nacional quanto internacional. O artesanato em pele de peixe fez sucesso também, na Fashion Rio em junho de 2006, maior evento de moda do país. Na ocasião, foi apresentada a produção de diversas peças artesanais confeccionadas pela Amor Peixe, como roupas, bolsas e carteiras. Atualmente os produtos têm sido apresentados para empresários do exterior.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Vídeo: Carro capota, pega fogo e incêndio se espalha por vegetação na MS-345, em Aquidauana

2
Aquidauana

Ex-bancária de Aquidauana morre vítima do coronavírus em Campo Grande

3
Policial

Reinaldo determina afastamento de policiais envolvidos em agressão a mulher algemada

4
Policial

PMs salvam vítimas de caminhonete prestes a cair de barranco em Bodoquena

Vídeos

Vídeo de princípio de incêndio na Gruta de Piraputanga viraliza

Carga de carvão tomba e cai de carreta no trevo da BR-262, em Anastácio

Acidente entre carro e caminhonete mata homem carbonizado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max37

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min23 max37

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,59m
Miranda
4,06m
Palmeiras
1,81m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"MEDO..."

Valdemir Gomes

Uma...

Mazão Ramires

Responsabilidade intransferível

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Lojas de Souvenirs

Egle - Camiseteria e Souvenir do Pantanal

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 583 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 - 2246
Auto Elétrica/Oficinas

J Pneus e Escapamentos

Rua Manoel Antônio Paes de Barros, 987 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3726 / Fax
Bancos

Banco Itaú

Rua Estevão Alves Corrêa, 579 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3796 / 324 www.itau.com.br
Ver Mais
Fale com a redação