24 de novembro de 2020
Anuncie Aqui
-->
Eventos

Exposição no Marco comemora os 30 anos de criação de MS

1 OUT 2007 - 10h37min
midia max news

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul inaugura, na terça-feira (dia 2), a exposição "Panorama - 30 anos da Divisão do Estado", no Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (MARCO). A exposição, comemorativa aos 30 anos da divisão do Estado de Mato Grosso, terá abertura às 19h30min.


A exposição vai ocupar todas as salas do MARCO, sendo uma delas exclusiva para uma série do artista plástico Humberto Espíndola, "Divisão do Estado de Mato Grosso", um conjunto de oito telas pintadas em 1978, todas parte do acervo do museu. Fazem parte da exposição 30 artistas, nascidos ou radicados no Estado: Ana Karla Zahran, Anelise Godoy, Beto Lima, Buga, Carla de Cápua, Carlos Nunes, Cello Lima, Dagô, Douglas Colombelli, Edson Castro, Evandro Prado, Genésio Fernandes, Henrique Spengler, Humberto Espíndola, Ilton Silva, Isac Saraiva, Jonir Figueiredo, Jorapimo, Júlio Alvarez, Juraci Melo, Lú Sant´anna, Lúcia Barbosa, Maria Helena Belalian, Mary Slessor, Miska, Neide Ono, Ovini Rosmarinus, Paulo Rigoti, Priscilla Pessoa e Vânia Pereira.


A curadoria foi da coordenadora do MARCO, Maysa Barros, e do coordenador do Museu da Imagem e do Som (MIS), Rafael Maldonado. "Selecionamos artistas não a partir de uma cronologia rígida, mas tendo como principal critério a capacidade das obras darem conta de abarcar a simbologia desenvolvida nas artes plásticas nestes últimos 30 anos, e isso explica também o fato de termos recorrido aos anos que antecederam a divisão de Mato Grosso e a criação de Mato Grosso do Sul", comentou Maísa Barros.


Para compor o panorama geral, os artistas foram divididos em quatro eixos: artistas da tradição, geração anos 80, geração anos 90 e artistas a partir do ano 2000. "No caso das artes plásticas local, o embrião dessa tradição nos movimentos artísticos surge na figura de Humberto Espíndola que, com uma produção latente e inovadora para os anos 70, projetou para o Brasil uma região ainda então desconhecida, fazendo com que a crítica especializada olhasse para dentro dos limites do centro do país.


Humberto Espíndola foi por muito tempo a principal referência para os artistas que se seguiram nas décadas posteriores, tanto em Mato Grossoquanto em Mato Grosso do Sul", analisa Maldonado. Com temas baseados na geografia pantaneira, na representação da cultura indígena e assuntos de cunho social, a tradição aqui também é exemplificada nas obras de Jorapimo, Mary Slessor, Ilton Silva, Vânia Pereira e Júlio César Alvarez.


Já na produção nos anos 80, encontramos elementos que estão fortemente relacionados com a presença da iconografia indígena, grande inspiração para alguns artistas desse período. "O geometrismo abstrato aparece para melhor ilustrar a simbologia das nações indígenas kadiwéu, terena e guarani. A arte sul-mato-grossense atravessa um momento intenso de buscas e descobertas de identidades, de linguagens, de possibilidades de exploração de novos conceitos", comentou Maldonado, apontando para este período os artistas Jonir Figueiredo, Henrique Spengler, Miska, Lú Sant'Anna, Neide Ono e Carla de Cápua.


Os curadores avaliam que nos anos 90 ocorre um distanciamento dos temas regional e indígena. "A geografia e assuntos da cultura local aos poucos vão desaparecendo nas abordagens dos artistas dessa geração. Começa-se a dialogar com as linguagens mais contemporâneas na pesquisa de novos procedimentos, exploração de outros suportes, diferentes maneiras de representar.


Nesse cenário deve-se registrar a importante atuação do MARCO como mecanismo de fortalecimento da atividade artística no Estado, uma vez que o museu constituiu-se como espaço referencial na formação de repertórios visuais, abrigando importantes eventos como o Salão de Artes Plásticas e exposições dos artistas locais e de outras regiões", destacou Maldonado.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Vídeo: Carro capota, pega fogo e incêndio se espalha por vegetação na MS-345, em Aquidauana

2
Aquidauana

Ex-bancária de Aquidauana morre vítima do coronavírus em Campo Grande

3
Policial

Reinaldo determina afastamento de policiais envolvidos em agressão a mulher algemada

4
Policial

PMs salvam vítimas de caminhonete prestes a cair de barranco em Bodoquena

Vídeos

Vídeo de princípio de incêndio na Gruta de Piraputanga viraliza

Carga de carvão tomba e cai de carreta no trevo da BR-262, em Anastácio

Acidente entre carro e caminhonete mata homem carbonizado

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min23 max37

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min23 max37

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
3,59m
Miranda
4,06m
Palmeiras
1,81m

Colunas e Blogs

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

"MAS..."

Mariana Thomé

Saneamento básico: um privilégio ou uma realidade dis...

Valdemir Gomes

Na...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Salões e Cabeleireiros

Salão Imagem

Rua Theodoro Rondon, 823 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1128
Farmácias e Drogarias

Drogaria Progresso

Rua João Leite Ribeiro, 345 c Centro - 79210-000 Anastácio/MS (67) 3245-0643
Médicos

Flavio Arima - Ortopedista

Rua Duque de Caxias, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-8727
Ver Mais
Fale com a redação