X
Geral

Após problemas no Enem, presidente do Inep deixa o cargo

Após os problemas ocorridos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Reynaldo Fernandes resolveu sair da presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) que aplica a prova. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Inep.


O cargo foi colocado à disposição do ministro da Educação, Fernando Haddad, nesta quinta-feira. Na carta de demissão, Fernandes alega motivos pessoais. A exoneração ainda tem de ser publicada no "Diário Oficial da União".


Segundo a assessoria de imprensa do MEC, o nome do novo presidente do instituto será anunciado na próxima segunda-feira. Nesta sexta-feira, Haddad participa da inauguração de um prédio na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), no Rio Grande do Sul.


Problemas


A aplicação do exame, prevista inicialmente para os dias 3 e 4 de outubro, foi cancelada dias antes após vir à tona a denúncia de que os cadernos de provas haviam sido furtados da gráfica em São Paulo. Por conta disso, o exame teve de ser remarcado para dezembro e algumas universidades federais desistiram de adotar o resultado do Enem no seu processo seletivo por falta de tempo hábil. No total, das 55 federais, 37 vão usar a nota de alguma forma.


O exame teve ainda abstenção recorde de mais de 37% (ou 1,5 milhão de candidatos), gabarito divulgado errado e uma questão anulada.


Depois que o exame aconteceu, já se sabia que haveria uma reestruturação no Inep, com a demissão de alguns funcionários, mas que Fernandes seria mantido.


Na presidência do órgão deste outubro de 2005, ele é professor titular do Departamento de Economia da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto (SP). Antes de ocupar a presidência do Inep, ele foi presidente da Escola de Administração Fazendária (Esaf), do Ministério da Fazenda.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Gás de cozinha apresenta variação de até 31,58% na Capital

Revenda varia de R$ 95 e R$ 125 no botijão de 13 kg

Serviço

IBGE: MS é destaque no avanço em saneamento básico

Mato Grosso do Sul é o 2º estado que mais avançou em número de casas com acesso à rede coletora de esgoto ou com fossa séptica

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo