20 de janeiro de 2021
Anuncie Aqui
-->
Geral

Bancos serão obrigados a reduzir número de tarifas

29 NOV 2007 - 11h33min
correio da bahia

O Conselho Monetário Nacional (CMN) obrigará os bancos a reduzir o número de tarifas, que pode ficar entre 20 e 25, e a padronizar a nomenclatura delas, para facilitar a comparação de preços pelo consumidor. A edição das novas regras foi confirmada, ontem, pelo secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Nelson Henrique Barbosa Filho, em audiência pública na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.


Segundo Barbosa Filho, as normas serão anunciadas após reunião extraordinária do CMN marcada para a próxima semana. Ele afirmou que as medidas ainda dependem de ajustes técnicos a serem definidos pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. "Hoje não temos controle do que é cobrado, tal a diversidade de nomes e siglas de tarifas e serviços oferecidos pelos bancos", admitiu o secretário.


De acordo com o presidente da comissão, deputado Cezar Silvestri (PPS-PR), atualmente existem cerca de 80 tarifas bancárias, algumas até com grafia em inglês, cobradas dos correntistas, que representaram lucro de R$27 bilhões em 2006 e respondem por 100% das folhas de pagamento dos bancos.


Os parlamentares integrantes do grupo de trabalho reivindicaram a Barbosa Filho e ao diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, Alexandre Antonio Tombini, a extinção da Taxa de Abertura de Conta-Corrente (TAC). Para os empréstimos de curto prazo, que representam 98% das transações bancárias, também foi sugerido o fim da Taxa de Liquidação Antecipada (TLA). "Em muitos casos, a TLA pode chegar a R$5 mil, o que inviabiliza o pagamento antecipado do débito", explicou.


Reajustes - O CMN também deverá fixar uma periodicidade mínima para os bancos reajustarem as tarifas dos serviços prestados aos clientes. Segundo Nelson Barbosa, o prazo poderá ficar "entre 180 dias e um ano" de um reajuste a outro. A fixação do valor das tarifas continuaria livre, como hoje, mas, naquele  período, os valores ficariam congelados. A definição de um intervalo mínimo entre os reajuste é uma das medidas pelas quais o governo pretende incentivar uma competição maior entre os bancos.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Tempestade causa enchente, alaga ruas e interdita ponte em Nioaque

2
Anastácio

Noivos vendem cachorro-quente para realizar sonhada festa de casamento

3
Aquidauana

Princípio de incêndio em borracharia mobiliza bombeiros em Aquidauana

4
Geral

Primeiras 8,4 mil doses da vacina contra Covid-19 já estão em Aquidauana

Vídeos

Após chuvas, árvore cai em cima do telhado de residência em Corumbá

Com período chuvoso intenso, rio Aquidauana sobe e chega a 5 metros

Após acidente de trânsito envolvendo carro e moto, vítima é levada para pronto socorro

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max28

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.
min22 max28

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
5,92m
Miranda
4,05m
Paraguai
0,94cm

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Mariana Thomé

Corrupção: o mal que deve ser inibido e que impede o ...

Rosildo Barcellos

Pneu verde

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Vídeo Locadoras

Iterative - Cyber, Lan House e Vídeo Locadora

Estevão Alves Corrêas - sala 01, 1157 Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1312
Auto Elétrica/Oficinas

Auto Peças Nossa Senhora de Fátima

Av. Integração, 197 Centro - 79210-000 Anastácio/MS (67) 3245-0046 / 324
Hotéis

Hotel de Trânsito do Exército

Rua 7 de Setembro, 1575 Guanandy - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-1600/241-3
Ver Mais
Fale com a redação