X
Geral

Correios comemora o Dia dos Carteiros

O dia dos Carteiros é comemorado neste dia 25 de janeiro

O carteiro é a face mais visível da empresa junto à população

A ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) comemorou nesta segunda, 25, o Dia dos Carteiros. Em Campo Grande a homenagem aos funcionários que são tidos como símbolos da empresa, será realizada durante toda semana. A Cia Teatral Curumins está apresentando uma esquete tendo o carteiro como personagem.

Segundo o diretor regional da empresa, João Rocha, que entrou na empresa como carteiro, a profissão exige muito do trabalhador e a empresa tem procurado melhorar as condições de trabalho e salarial desses profissionais. “O carteiro não é o funcionário que identifica a empresa à toa. São os profissionais da ponta, que fazem o contato direto com a sociedade. É um trabalho que exige muito na parte física, mas a empresa tem procurado minimizar, melhorando as condições de trabalho e a remuneração”. Para Rocha, os carteiros são profissionais dedicados e a eles se deve grande parte do conceito da estatal junto à sociedade. “O carteiro é uma peça fundamental do nosso time. E o desempenho deles se integra ao trabalho dos outros empregados, resultando no desempenho global da empresa”.

A ECT conta atualmente com 740 carteiros nos quadros da empresa em MS, quase metade do total de profissionais dos Correios no estado. E para o próximo concurso já estão previstas novas contratações. “Das cerca de seis mil vagas abertas neste concurso, a maioria é para a atividade de carteiro. A ECT está procurando reforçar o número de trabalhadores na ponta, com o duplo objetivo de melhorar a entrega e diminuir eventuais sobrecargas em determinadas áreas de distribuição.”

Um pouco de História
O dia, comemorado no dia 25 de janeiro, em referência à data de criação do Correio-Mor no Brasil, em 1663. Os carteiros representam a principal categoria profissional da empresa, presente em todos os municípios brasileiros.

Para atender a um país com dimensões continentais como o Brasil, e fazer a entrega dos 8,3 bilhões de objetos por ano, a ECT possui em seus quadros 56.242 carteiros, o que representa mais da metade do efetivo de 108.620 mil empregados. Desse total, 5.738 são mulheres. Juntos, eles percorrem por dia cerca de 397 mil quilômetros. O Estado com o maior número de carteiros é São Paulo, seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Escolhido como empregado-símbolo da ECT, o carteiro é a face mais visível da empresa junto à população, sendo recebido com cordialidade e carinho em cada residência que visita. Boa parte da credibilidade alcançada pela ECT junto à população deve-se à confiança que os brasileiros depositam nos carteiros.

Para que estes profissionais possam desempenhar sua atividade com segurança e qualidade, os Correios possuem equipes destinadas a pesquisar constantemente melhorias das condições de trabalho. Como resultado, há vários anos a ECT fornece aos carteiros treinamento e equipamentos especiais, como bolsa, calçado, boné, óculos de sol, protetor solar e uniforme adaptado às condições climáticas de cada região do País.

Os carteiros, além da distribuição das correspondências, são também responsáveis pela difusão de importantes campanhas de conscientização da população e promoção da cidadania. Podem ser citadas as campanhas já realizadas de incentivo ao combate à dengue, aleitamento materno, doação de sangue e de medula óssea e Papai Noel dos Correios. Atuam, também, em ações para melhoria de suas condições de trabalho, como na campanha de conscientização para a correta instalação das caixas de correios, fora do alcance de cães, para garantir tanto a integridade dos carteiros quanto a dos objetos postais.

Curiosidades
Além de ser um personagem presente no cotidiano de cada cidadão brasileiro, o carteiro também faz parte da história do País. O mensageiro Paulo Bregaro entregou a D. Pedro I, no dia 7 de setembro de 1822, correspondência da Imperatriz Leopoldina informando sobre novas exigências de Portugal com relação ao Brasil. Ao recebê-la, às margens do Riacho do Ipiranga, D. Pedro reagiu às imposições da Corte e declarou no ato a Independência do Brasil, associando assim os Correios a um dos mais importantes momentos brasileiros.

As palavras do Conselheiro José Bonifácio de Andrada e Silva ao recomendar pressa na entrega dessa correspondência ainda hoje sintetizam o trabalho responsável do carteiro: “Arrebente e estafe quantos cavalos necessários, mas entregue a carta com toda a urgência”. Por seu feito, Paulo Bregaro é o patrono dos Correios.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Brasil pede esforço para conter tensão no Oriente Médio

País manifesta preocupação com intensificação do conflito

Investimento

Educação de Nioaque entrega materiais esportivos para as escolas

Os itens vão diversificar as atividades físicas e recreativas das escolas

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo