06 de maio de 2021
Anuncie Aqui
-->
Justiça

"É assassino", diz filho sobre condutor de lancha que matou pescador

Caê Duarte, de 33 anos, diz que não vai descansar até ver condutor de barco que causou acidente fatal preso

3 MAI 2021 - 15h34min
Campo Grande News

Caê Duarte saiu de Campo Grande, na madrugada de sábado (1º), para, pela primeira vez, em seus 33 anos de vida, passar o fim de semana pescando com o pai, Carlos Américo Duarte, de 59 anos. Foi a primeira e a última. Carlão, como era conhecido no grupo de 24 praticantes de pesca esportiva, morreu após o barco onde estava com o filho ser “atropelado” por uma lancha.

Filho fez questão de registrar selfie com pai, no primeiro fim de semana que pescariam juntos Filho fez questão de registrar selfie com pai, no primeiro fim de semana que pescariam juntos - Arquivo Pessoal

Pouco mais de 48 horas após a tragédia, Caê, que trabalha como representante comercial e ainda se recupera do acidente, não se importa em repetir, quantas vezes forem necessárias, detalhes do dia, assim como o desejo de justiça.

“Só quero que esse cara seja preso. Só quero que esse cara pagando por tudo que ele fez. Só quero justiça”, são frases que repete, quase como um mantra em tom de revolta, referindo-se a Nivaldo Thiago Filho de Souza, condutor do barco que causou o acidente, servidor da Casa Civil em Mato Grosso do Sul e genro da deputada Mara Caseiro (PSDB).

Ele e o pai saíram da Pousada Beira-Rio por volta das 12h, em barco pequeno, pilotado por Rosivaldo Barboza de Lima, piloto profissional e funcionário do hotel. O trio ia em direção a região conhecida como Touro Morto, encontro dos rios Miranda e Aquidauana, para pescar, mas foi surpreendido por uma lancha em alta velocidade numa curva.

O bico do barco dele nem na água tocava. O barco nos atingiu, passou por cima de nós. Eu estava na ponta, meu pai no meio e o piloteiro atrás. Na hora eu fiquei desmaiei e quando acordei, o piloteiro estava gritando: ‘Não foge, não foge, volta aqui, você matou o cara’. Foi quando eu vi meu pai caído”, conta Caê Duarte.

O representante comercial diz ter visto o condutor da lancha descartando embalagens de bebidas alcoólicas no Rio Miranda, cena testemunhada por outros integrantes do grupo de pescadores, garante.

“A gente não tirou essas fotos das latinhas porque a gente não imaginava que ele [Nilvado Thiago] tinha cometido um crime, mas somos testemunha. Pouco metros antes de sabermos do acidente, a gente chegou a comentar que o cara da lancha era porco, porque estava jogando latinha no rio”, conta o vendedor de autopeças, Elias Martins do Santos, 44, outro integrante do grupo de pescadores.

O amigo de Carlão conta que saiu para pescar minutos depois, porque preferiu almoçar na pousada. Na saída, viu a lancha conduzida por Nivaldo passar por ele. “Passou bem devagar com a mulher e as crianças. Depois voltou, que nem uma bala. A gente não sabia, mas já tinha acontecido o acidente e ele estava fugindo”.

Carlos Américo Duarte foi atingido em cheio pela lancha. Levou um golpe no peito, segundo testemunhas. Caê afirma que assim que recobrou a consciência, pegou o pai no colo, mas já não havia mais nada o que fazer. “Tentei fazer de tudo para ele voltar, mas infelizmente não consegui”. Veja mais o que diz o representante comercial no vídeo:

Revolta  - Danificado, o barco atingido estava prestes a afundar, mas o representante comercial, o pai e o piloto foram socorridos pelo grupo que chegou ao local minutos após o acidente. Todos voltaram para a pousada e o condutor da lancha, que fugiu sem prestar os primeiros socorros, desapareceu. “Tentaram ir atrás dele, mas jamais conseguiríamos pegar”, explica Caê sobre o fato do motor da lancha ter 115 cavalos, muito mais potente que os barcos pequenos.

A Polícia Militar foi chamada e Nivaldo foi pego depois em posto da BR-262 chamado Guaicurus. O condutor da lancha se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas admitiu à PRF (Polícia Rodoviária Federal) ter tomado na manhã de sábado, 4 garrafas de cerveja de 205 ml.

Nivaldo Thiago também não tinha habilitação para conduzir embarcações, diferente dos pilotos contratos pelos turistas hospedados na Beira-Rio. Uma moradora da região pediu para ter a identidade preservada, mas contou ao Campo Grande News que o servidor faz parte de grupo que frequenta rancho localizado ao lado da pousada. Com frequência, os integrantes deste grupo, abusam da velocidade, segundo a testemunha. “Não respeitam os barquinhos pequenos”.

O condutor da lancha foi ouvido e liberado, o que deixou familiares e amigos indignados. “Não foi preso em flagrante. O cara bebe, se nega a fazer o bafômetro, dirige sem habilitação e não vai preso em flagrante? Tem alguma coisa errada aí”, questiona Elias.

O filho diz que vai lutar até o fim para que o caso não caia no esquecimento. “Não sei se é assassino para a Justiça, mas para mim é. Não vou descansar enquanto ele não for preso”.

Mais detalhes – Rosilvaldo Barboza, o piloto do barco onde estavam pai e filho, chegou a ser levado para o Hospital Regional de Miranda. Com a clavícula fraturada, ele se recupera em casa.

No domingo, contudo, antes do descanso esteve no local do acidente para dar detalhes a equipe da Marinha sobre o ocorrido. Além da Marinha, a Polícia Civil também investiga o caso.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Professor Ivan Arruda se torna mais uma vítima da Covid-19

2
Policial

PMA autua morador em R$ 5 mil em Anastácio

3
Geral

Confira as oportunidades da Casa do Trabalhador de Aquidauana

4
Geral

Na Bolívia, homem é queimado vivo e mulher espancada por moradores de comunidade de Potosí

Informe Publicitário

Informe

Com 30 anos no mercado, Atlântico Super Center inaugura filial em Aquidauana

Previsão do Tempo

min12 max20

Aquidauana

Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.
min12 max20

Anastácio

Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com muitas nuvens.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,18m
Miranda
3,43m
Paraguai
1,74m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Um...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

5 De Maio Dia Internacional Da Língua Portuguesa

Rosildo Barcellos

Indizíveis Vicissitudes

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Escolas Municipais

Escola Municipal Franklin Cassiano

, Distrito de Camisão - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Auto Elétrica/Oficinas

Auto elétrica Centro Aquidauana

Assis Ribeiro, 506 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 5932
Médicos

Rufo Antonio da Silva - Endocrinologista

Rua Jose Bonifácio, 634 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4764
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo