X
Geral

Ensino básico em período integral terá 5,3 mil vagas em 2010

Em 2010 a Rede Estadual de Ensino terá cerca de 5.300 vagas para o ensino básico em período integral. Somente para o nível médio serão 2.350 vagas em nove escolas. Para o ensino fundamental serão abertas mil novas vagas.


"Estamos dando prioridade para o ensino médio, ampliando o número de vagas porque é nesta idade em que se tem o maior número de desistência, quando os alunos começam a entrar no mercado de trabalho", afirma a superintendente de Políticas Educacionais, Cheila Vendrami, da Secretaria de Estado de Educação (SED).


A superintendente explica que para a implantação das escolas em período integral foi necessário fazer um remanejamento de alunos entre escolas de regiões próximas. "Para implantar o ensino integral nós não podemos encher as escolas. Este tipo de ensino precisa de salas ociosas para a prática de diversas atividades simultâneas, então o número de vagas disponíveis depende do tamanho da escola. A partir do próximo ano teremos instituições com até 800 vagas porque nós temos salas ociosas para isso", explica.


Algumas escolas que ofereciam todos os anos do ensino básico passam a focar a grade escolar em apenas uma faixa etária. Os alunos que frequentavam o ensino fundamental em uma instituição que vai oferecer somente o nível médio, será remanejado para uma escola próxima à antiga e que colocará apenas o ensino fundamental para os estudantes. "Desta forma nós também estamos melhorando a qualidade do ensino básico porque não estamos misturando os pequenos com os adolescentes, evitando diversos problemas e focando a grade curricular nas necessidades de cada faixa etária em idade escolar", comenta.


Em algumas escolas de período integral serão oferecidas vagas tanto para o ensino médio quanto para o fundamental, por causa da dimensão da instituição que possibilita o números de vagas. Em Fátima do Sul, por exemplo, na Escola Estadual Vila Brasil, serão abertas 500 vagas divididas para o nível médio e para o 6º ao 9º ano do ensino fundamental. O mesmo acontece em Nova Andradina, porém nesta o nível fundamental será a partir do 7º ano.


Como ficarão o dia todo na escola, os alunos receberão três refeições no período de aula: café da manhã, almoço e lanche vespertino. O cardápio é elaborado por nutricionistas da SED e atendem as necessidades escolares dos estudantes, incentivando também a boa educação alimentar.


O remanejamento de alunos para a implantação do ensino em período integral foi discutido com a comunidade escolar para que eles entendessem a importância da ação. "Cada escola vai ter a sua cara, algumas vão oferecer disciplinas diferenciadas, com dança, capoeira, entre outras que fazem parte da identidade dos alunos", afirma Cheila.


"Estamos tendo ótimos resultados do colégios integrais e isso faz com que os pais fiquem mais animados em matricular seus filhos nessas escolas. Claro que em um primeiro momento isso é novo para a população, mas as vagas estão disponíveis para quem quiser se matricular", conta a superintendente. As escolas de ensino integral devem oferecer


Ensino técnico é outra preocupação do governo do Estado e recebe investimentos para ser oferecido aos alunos da rede pública. "Em 2006, no início da gestão, o Estado todo dispunha apenas de um curso técnico, este ano já são 14 cursos diferentes em 12 municípios, oferecidos em 19 escolas. Em 2010 serão 19 cursos diferentes, com 32 turmas", diz.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Hemosul convoca doadores de sangue neste fim de semana

Ação visa abastecer estoque de tipagens

Saúde

Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano

Seis estados e o Distrito Federal decretaram situação de emergência

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo