20 de outubro de 2021
Anuncie Aqui
Implantação

Estrada de Porto Esperança será o caminho "do novo" à comunidade isolada por tantos anos

12 OUT 2021 - 08h54min
Da redação

O traçado aberto pelas máquinas em meio a vegetação nativa da planície pantaneira começa a transformar em realidade um sonho de décadas da comunidade de Porto Esperança, distrito centenário de Corumbá: a implantação de uma estrada com ligação a BR-262 que tire o lugar do isolamento.

Atlantico Super Center - Quarta e Quinta Vem pro Atläntico (20 e 21Out)_9

Os trabalhos iniciais tiveram marcação do eixo e topografia, atividades praticamente concluídas (85%). Dois quilômetros da via já foram abertos e recebe serviço de nivelamento para implantação do aterro, que chegará a 3,5 metros em alguns pontos. A construção do acesso de 11,2 quilômetros e custo de R$ 20,7 milhões foi autorizada no dia 10 de agosto pelo governador Reinaldo Azambuja.

O acesso à Porto Esperança pela BR-262 terá uma interseção no cruzamento com a rodovia a uma distância de 6,5 quilômetros da ponte sobre o Rio Paraguai (sentido Miranda-Corumbá), no Porto Morrinho.

Será uma estrada de revestimento primário recebendo dois tipos de materiais: camadas de cascalho e resíduos de minério de ferro cedidos pela mineradora Vale, que opera porto fluvial no distrito. O projeto inclui, ainda, duas pontes de concreto e bueiros.

A sonhada estrada foi projetada distante da margem do Rio Paraguai levando em consideração as grandes inundações que ocorrem na região, conhecida como Nabileque. O antigo acesso, aberto pelos próprios moradores, margeia o rio sem infraestrutura e torna-se intransitável na cheia e quando chove.

Segundo Natalina Mendes, presidente da associação de moradores, uma viagem de ida e volta à Corumbá custa em média R$ 300,00, incluindo barco e ônibus.

"Quando alguém fica doente é um Deus nos acuda, pois nem todo morador tem condições de pagar o transporte pelo rio", lamenta.

Mudança completa

"O governador está trazendo prosperidade para nossa comunidade, uma maneira ilustre da gente viver a vida", agradece Natalina. Moradores mais antigos, Jorgina Guató e Sérgio Matos, ambos de 70 anos, já sonham em ampliar a pequena pousada da família na beira do Rio Paraguai para atrair os pescadores esportivos.

"Agora vai melhorar, a estrada vai trazer o turista e prosperidade", aposta Jorgina. "Com o fim do trem [do Pantanal] ficamos sem direção", disse Sérgio.

O secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, considera o investimento em infraestrutura primordial para proporcionar qualidade de vida e alavancar o desenvolvimento de uma comunidade até então sem perspectivas.

"É uma mudança completa, um resgate da sociedade histórica em Mato Grosso do Sul. A população merece, eles estão isolados, por conta da falta de acesso. Será uma transformação na vida desses moradores", afirmou.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Ossada humana é encontrada e desenterrada de obra de hospital

2
Policial

Professor acusado de estupro segue recebendo salário como funcionário ativo

3
Entretenimento

Tempestade de areia assusta elenco de "Pantanal"

4
Policial

Propriedade rural motiva sequestro de idoso no MS

Informe Publicitário

Informe

IVRNET: compromisso pela melhor internet na região

Previsão do Tempo

min22 max33

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min22 max33

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

A...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

EIS QUE CHEGOU...

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Médicos

Heraldo Alan K. J. de Paula - Radiologista

Rua Duque de Caxias, 645 Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-2279
Restaurantes

Restaurante Viana

Rua Marechal Mallet, 773 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 2654
Escolas Municipais

Escola Municipal Indígena Feliciano Pio

, Distrito de Taunay - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo