19 de outubro de 2021
Anuncie Aqui
Campo Grande

Hospital Universitário está autorizado a realizar atendimento para mudança de sexo

Em 2016, já haviam 300 pessoas na lista de espera para o procedimento

13 SET 2018 - 13h03min
Correio do Estado

O  Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian está habilitado a realizar o processo transexualizador. A resolução com a decisão foi publicada no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul de hoje, com a assinatura do secretário Estadual de Saúde, Carlos Alberto Moraes Coimbra. 

View Energy - Setembro21_09

Desde 2016 é esperada a liberação do primeiro ambulatório de redesignação sexual do Estado. Na época já existiam aproximadamente 300 pessoas na fila de espera para fazer o atendimento. Ninguém do hospital atendeu a reportagem até o fechamento desta matéria para atualizar o número.

Campo Grande passa a ser a sexta capital do país a realizar a cirurgia de “mudança de sexo”. Além do HU estão habilitadas Hospital das Clinicas da Universidade Federal de Goiás, Goiânia (GO); Hospital de Clínicas de Porto Alegre, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre (RS); Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (RJ); Fundação Faculdade de Medicina, da Universidade de São Paulo (USP); e Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife (PE).

Para realizar o serviço são esperados atendimentos nas áreas de hormonioterapia, psicologia, psiquiatria além de mastectomia. Todo o procedimento é gratuito por meio do Sistema Único de Saúde. Para ambos os gêneros, a portaria do Ministério da Saúde estabelece que a idade mínima para procedimentos ambulatoriais seja de 18 anos. Para procedimentos cirúrgicos, a idade mínima é de 21 anos. 

Qualquer cidadão que procurar o sistema de saúde público apresentando a queixa de incompatibilidade entre o sexo anatômico e o sentimento de pertencimento ao sexo oposto ao do nascimento tem o direito ao atendimento humanizado, acolhedor e livre de qualquer discriminação.

LEGISLAÇÃO 


Em novembro de 2013, o Ministério da Saúde anunciou a ampliação do atendimento a pessoas com transtorno de identidade de gênero e a realização da cirurgia de mudança de sexo na rede pública, que passou a ser realizada de forma gratuita pelo SUS. Antes, as cirurgias eram pagas por verbas de pesquisa.

A nova regra contemplou os transexuais masculinos com a retirada de mamas, útero e ovários, assim como
o tratamento hormonal. Esses procedimentos eram autorizados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) desde 2010, mas ainda não tinham a cobertura da rede pública de saúde.

A portaria do Ministério determinou também que o SUS pagasse pela redução do pomo de Adão, cirurgia de retirada da vagina e construção de um pênis com implante de próteses peniana e testiculares e alongamento do clitóris.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Aquidauana

Familiares informam velório de Joséfa Maria

2
Policial

Após temporal, idoso escorrega de telhado e morre

3
Policial

Homens são presos com pintados fora da medida em camionete

4
Policial

Homem é preso ao tentar fugir de bar sem pagar a conta

Informe Publicitário

Informe

Drogaria Aquidauana: há 8 anos protegendo sua família

Previsão do Tempo

min20 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min20 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,99m
Miranda
2,01m
Paraguai
0,19m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Como...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

AI de ti, AQUIDAUANA!

Gabriel Novis Neves

MANIA NOVA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Advocacia

Dr. Douglas Melo Figueiredo

Rua Manoel Antonio Paes de Barros, 415 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-4900
Auto Posto

Auto Posto WA I

Rua 07 de Setembro, 1195 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Auto Elétrica/Oficinas

Auto eletrica Cruzeiro

Manoel Antonio Paes de Barros, 790 - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 3228
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo