X
Política

Lei que proibe substância tóxica em slime entra em vigor hoje

Governador Reinaldo sancionou outras quatro leis nesta quinta

Substância é utilizada como ativador de slime, mas intoxicação pode até resultar em convulsões / Ilustrativa

Cinco novas leis estaduais foram sancionadas pelo governador Reinaldo Azambuja nesta quinta-feira (7). Entre as normativas estão textos que tratam da proibição da venda de “slimes” com o produto químico bórax e do atendimento específico para idosos e pessoas com deficiência em terminais de autoatendimento dos bancos.

Confira abaixo resumos das leis publicadas no Diário Oficial do Estado. A íntegra pode ser conferida aqui.

Colônia Paraguaia de Sidrolândia

A Lei nº 5.428 declara de Utilidade Pública Estadual a Associação da Colônia Paraguaia de Sidrolândia, pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativo e de natureza filantrópica. O texto foi proposto pelo deputado estadual Cabo Almi.

Slime com bórax

De autoria do deputado Jamilson Name, a Lei nº 5.429 proíbe em todo o Mato Grosso do Sul a utilização e comercialização de gelecas, “slimes” e produtos similares destinados a crianças que contenham produto químico bórax em sua composição.

Brinquedo comum entre os pequenos, o slime é uma massa colorida e com aspecto gelatinoso. Ele pode ser comprado no comércio ou produzido em casa. Já o bórax, um dos ingredientes utilizados na mistura, é tóxico e pode causar queimaduras e outros diversos problemas de saúde no ser-humano.

Preferência em bancos

Outra proposição do deputado Cabo Almi sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja dispõe sobre o atendimento aos idosos e às pessoas com deficiência nas agências bancárias de Mato Grosso do Sul.

A Lei nº 5.430 obriga as agências bancárias a disponibilizar um funcionário para atendimento preferencial aos idosos e às pessoas com deficiência nos terminais de autoatendimento. Isso durante o horário de funcionamento dos bancos.

Agosto Cinza

Com o aumento do número de queimados pelo Brasil, Mato Grosso do Sul passa a contar com um mês para conscientização sobre o tema. Conforme a Lei nº 5.431, de autoria do deputado Marçal Filho, fica instituído o “Agosto Cinza” como Mês Estadual de Conscientização do Cidadão no Combate aos Incêndios e Queimadas.

O Poder Executivo, por meio de ações nas áreas da Educação, Meio Ambiente e Saúde, em conjunto com as entidades públicas e/ou privadas, poderá realizar campanhas de conscientização, prevenção e combate aos incêndios e queimadas, nas zonas urbanas e rurais do Estado.

Cursos para oficiais e praças

De autoria do Executivo, a Lei nº 5.432 dispõe sobre os requisitos para o concurso público para o ingresso nos Cursos de Formação das Carreiras de Oficiais e Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul.

Conforme justificativa enviada à Assembleia, a lei tem por objetivo promover adequações na necessidade de repetição dos exames de Saúde, Capacitação Física e Investigação Social para candidatos remanescentes, na exigência da acuidade visual, bem como na participação de candidatas grávidas nos certames, para fins de ingresso nas carreiras da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, mediante concurso público.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

2024

Iniciativa de MS ganha reconhecimento pelo Observatório Nacional de Segurança Viária

Programa da TVE foi destaque nacional do Maio Amarelo

Saúde

MS registra 14.033 casos confirmados de dengue

Boletim epidemioólogo foi publicado nesta quinta-feira

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo