X
Geral

PMA prende mulher com 134 kg de pescado e armas em Corumbá

Está proibida a pesca e posse de pescado até o dia 28 fevereiro

Policiais Militares Ambientais de Corumbá, em trabalho conjunto com o 6º Batalhão de Polícia Militar, deflagraram ontem (1º) a “Operação Padroeira de Corumbá”. Todo o efetivo está sendo utilizado na operação.

Na madrugada de hoje (2), em fiscalização fluvial no Porto da Manga, região que está situada à margem do rio Paraguai, distante 60 km de Corumbá, a fiscalização avistou pescado pendurado na área da varanda de uma casa. Logo ao entrar no quintal, os policiais avistaram mais pescado, redes de pesca, armas de fogo e munições.

Na casa havia pessoas, porém ao perceberem a fiscalização saíram em fuga, abandonando os materiais e inclusive documentos pessoais, permanecendo no local somente a doméstica da casa, residente em Corumbá.

Ela recebeu voz de prisão e foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil, onde foi autuada em flagrante pelo crime de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Ela também foi autuada administrativamente, sendo multada em R$ 3.800,00.

Na ocasião foram apreendidos: 134 quilos de pescado entre pintado, cachara, pacu e jaú; uma espingarda calibre 22; uma espingarda calibre 12; 39 munições calibre 22 intactas; duas redes de pesca, sendo uma de 80 metros e outra de 90 metros, com malhas de 17 e 19 cm respectivamente.

A Polícia Militar Ambiental poderá também identificar as pessoas que fugiram, devido os documentos abandonados. Todos responderão pelo crime ambiental e ainda pela posse de arma de fogo.

Exceções no período de piracema


A PMA lembra que na Bacia do rio Paraguai está proibida a pesca e posse de pescado até o dia 28 fevereiro. Somente na calha do rio Paraguai está liberada a modalidade “pesque-e-solte”, desde ontem. Ainda assim, os pescadores devem ter em mãos a licença de pesca, que deve ser obtida nas agências do Banco do Brasil ou pelo site do Imasul (www.imasul.ms.gov.br). Na Bacia do rio Paraná, apenas nos lagos das usinas hidrelétricas do rio Paraná é permitida a captura de espécies exóticas, como porquinho, corvina, tilápia, tucunaré, etc.

São permitidos apenas linha de mão, molinete, caniço, carretilha, anzol e iscas vivas ou artificiais. Recomenda-se que, na modalidade pesque-e-solte, o pescador utilize anzóis lisos, de modo a garantir a sobrevivência dos peixes capturados e soltos. Os peixes devem ser devolvidos à água cuidadosamente, na posição horizontal.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

MEC divulga resultado da segunda chamada do Prouni

Lista de pré-selecionados atrasou quatro dias

Corumbá

Homem é preso após invadir casa da ex e agredir o namorado dela

Ele foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado como lesão corporal dolosa

Voltar ao topo

Logo O Pantaneiro Rodapé

Rua XV de Agosto, 339 - Bairro Alto - Aquidauana/MS

©2024 O Pantaneiro. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

2
Entre em nosso grupo