08 de março de 2021
Anuncie Aqui
-->
Geral

Russos avaliam situação sanitária no Brasil para definir importação

6 SET 2007 - 10h12min
mnp

Uma comitiva do serviço veterinário da Federação Russa ficará por 20 dias no Brasil para avaliar a situação sanitária.
 
A informação é do secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Inácio Kroetz, que se reuniu nesta quarta-feira (05) com os técnicos russos e acrescentou que as análises de campo deverão começar na segunda-feira (10).


A delegação, com 20 pessoas, também ajudará a definir uma plano de trabalho com o objetivo de preparar o primeiro memorando de entendimento sobre regras sanitárias entre os dois países. "Eles vão examinar nossa capacidade de diagnóstico e laboratorial, controles da produção de insumos, a situação epizoótica [serviço de sanidade animal], nosso sistema de inspeção e o programa de controle e erradicação da brucelose e tuberculose", disse Kroetz. A Rússia, atualmente, compra carne bovina do estados de Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, São Paulo, Tocantins e Roraima. Já a carne suína é importada de Mato Grosso e do Rio Grande do Sul.


O secretário lembrou que além dos países da União Européia, o maior mercado isolado para a carne brasileira é a Federação Russa. Nos últimos meses, países como a Inglaterra e a Irlanda têm promovido discussões em favor do embargo à carne brasileira.


Na terça-feira, cinco deputados do Parlamento Europeu iniciaram uma campanha para banir da região a carne bovina brasileira, sob a alegação de risco à saúde após os registros de febre aftosa no país. Para Inácio Kroetz, a avaliação dos parlamentares não se baseia em dados concretos: "Isso é fruto de uma investigação clandestina realizada aqui no Brasil e é absolutamente desprovida de crédito, porque não é oficial, não respeitou qualquer parâmetro".


O secretário também adiantou que o Brasil deverá investir US$ 750 mil por ano, até 2011, no combate à febre aftosa na divisa de Mato Grosso com a Bolívia.


Os recursos sairão do Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem).
 
"É a forma encontrada pelo Brasil para cooperar com os países vizinhos que têm problema com a aftosa. Nós não teremos um Brasil livre e seguro enquanto o vírus circular na América Latina", disse.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Geral

Estado tem mais 542 casos e 13 mortes por Covid-19

2
Geral

Prefeitura de Miranda proíbe aniversários e demais eventos que causam aglomeração

3
Aquidauana

#SemanaDaMulher: Suely defende salários melhores e garantia da vida sem violência às mulheres

4
Geral

Após Estado divulgar falta de leitos, Campo Grande abre mais 7 UTI's para Covid-19

Vídeos

Acidente entre caminhão bitrem e moto deixa feridos em Anastácio

Acidente de trânsito em Anastácio deixa motociclista em estado grave

PF cumpriu mandados em Anastácio em investigação sobre desvio de verbas

Ver mais Videos

Previsão do Tempo

min22 max34

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min22 max34

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
2,89m
Miranda
5,34m
Paraguai
1,51m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Neste...

Maria de Lourdes Medeiros Bruno

E Agora

Manoel Afonso

Amplavisão 1450 – A estranha vontade dos políticos ...

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Bares/Panificadoras/Lanchonetes

Ferreira Lanches

Av. Pantaneta, S/N Bairro Alto - 79200-000 Aquidauana/MS (67)
Médicos

Ângela Maria L. Spada - Pediatra

Rua Manoel A. da Costa, - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3438
Pousadas

Fazenda Rio Negro

Rio Negro, - Aquidauana/MS (67) 326-0002 / 326- www.fazendarionegro.com.br
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo