02 de agosto de 2021
Anuncie Aqui
Geral

Sisbov será feito em 50 milhões de cabeças neste ano

20 JUL 2007 - 07h38min
midia max news

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse que o novo Sisbov (Sistema de Rastreabilidade de Bovinos) estará em pleno funcionamento até o fim do ano e a estimativa é que o número de animais cadastrados chegue a 50 milhões de cabeças de gado. As informações são do jornal Estado de São Paulo.

Delivery Amorim_02

Stephanes afirmou que apenas os animais e fazendas que constarem do cadastro poderão exportar seu produto para a União Européia. O prazo para que os pecuaristas adotem o novo sistema vai até 31 de dezembro.


A partir daí, os pecuaristas que quiserem exportar carne bovina terão que atender à instrução normativa nº 17, que determina a rastreabilidade, com identificação de todos os animais da propriedade e informações sobre o manejo do rebanho. Com a mudança para o novo Sisbov, uma propriedade só poderá ter animais de áreas livres de febre aftosa.


O rastreamento dos animais foi um dos pontos questionado pelos irlandeses no relatório apresentado ao Parlamento Europeu. O governo estuda transferir a gestão dos bancos de dados deste sistema para a iniciativa privada, mas o assunto é polêmico porque é alvo de disputa entre as entidades representativas do setor.


Stephanes observou que já recebeu propostas da ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) e da própria cna (Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil). "Recebi uma ligação do próprio Fábio Meirelles (presidente da entidade) para tratar deste assunto", disse Stephanes.


O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Marcio Portocarrero, disse que o governo deverá receber as propostas de migração do sistema de gestão do banco de dados entre 30 e 40 dias. A partir daí, terá início o processo de transferência das informações. Portocarrero garantiu que a migração não será imediata para não oferecer risco às exportações brasileiras de carne. Ele explica que a transição do banco de dados para o setor privado deve durar dois anos. No primeiro ano, os dois sistemas - privado e público - irão operar paralelamente, mas depois será totalmente transferido para o setor privado.


"Quando há interesse do setor privado, o sistema funciona. Já é assim no Canadá e na Nova Zelândia. A máquina pública oferece entraves que o setor privado não enfrenta", afirma Portocarrero, lembrando que o serviço público é mais lento para adotar medidas emergenciais, que podem ser rapidamente solucionadas.

 

Veja também

Mais Lidas

1
Policial

Operação Arrastão realiza prisões e apreensão de arma neste sábado

2
Geral

Aos 60 anos, morre dona Maria do Jacaré

3
Aquidauana

Carro é abandonado após cair em barranco na entrada de Aquidauana

4
Miranda

Polícia Federal prende homem com 7 kg de droga em Miranda

Informe Publicitário

Informe

De barraca a supermercado, poema conta história da Rede Atlântico

Previsão do Tempo

min15 max31

Aquidauana

Sol com algumas nuvens. Não chove.
min15 max31

Anastácio

Sol com algumas nuvens. Não chove.

Níveis dos Rios Hoje

Aquidauana
1,88m
Miranda
1,70m
Paraguai
1,00m

Colunas e Blogs

Valdemir Gomes

Quando...

Rosildo Barcellos

Aruanã Etô – É o lugar das máscaras !

Gabriel Novis Neves

A GRATIDÃO TAMBÉM É VIRTUDE ETERNA

Ver Mais Colunas

Guia Cidade

Hospitais/Postos de Saúde

Posto de Saúde Familiar CAIC (PSF - CAIC) - Programa Saúde da Família Vila Pinheiro

R. Francisco Pereira Alves, s/nº Pavilhão 1 CAIC Bairro: Exposição - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241-3637
Ag. Correios

Agencias dos Correios -Central

Manoel Antonio Paes de Barros, 620 Centro - 79200-000 Aquidauana/MS (67) 3241 6065
Pousadas

Fazenda 23 de Março

Acesso por Miranda ou Taunay, ------ ------- - 79002-364 Aquidauana/MS (67)321-4737 / 9997- www.fazenda23demarco.com.br
Ver Mais
2
Entre em nosso grupo