Policial

Justiça mantém livre pescador que matou dois homens em Miranda

Briga foi por ponto de pesca

27/08/2013 20:18


A Justiça negou o pedido de prisão preventiva e o autor confesso de duas mortes em Miranda, no último sábado (24), José Aparecido dos Santos, o Cidinho, 50 anos, foi solto após prestar depoimento. 
 
?José permanece solto porque o juiz não acatou o pedido de prisão preventiva, já que o autor alegou que saiu em defesa do irmão. Agora vamos aguardar os laudos periciais, concluir o inquérito policial e novamente representar pela prisão preventiva do suspeito, principalmente, porque este caso se trata de uma execução e não legítima defesa?, afirma o delegado Luís Ojeda, responsável pelas investigações.
 
Para apurar a tragédia, o delegado e investigadores foram ao município de Miranda. Eles realizaram buscas e fizeram reprodução simulada no local, inclusive recolhendo cápsulas e um projétil.
 
Na delegacia, na manhã de segunda-feira (26), o pescador José confessou o crime. Segundo Ojeda, ele se apresentou espontaneamente com o advogado, além de entregar o revólver de calibre 38 utilizado no crime.
 
Se condenado, conforme a Polícia, as penas poderão resultar em mais de 20 anos de reclusão. ?Ele foi indiciado pelo duplo homicídio, além da dupla tentativa de homicídio e estamos apurando o agravante do motivo torpe ou fútil neste crime, além da possível participação do irmão dele na briga?, avalia o delegado.

(Com informações do CGNews)

Leia matéria anterior completa aqui.

redação