Geral

Mulher não resiste a ferimentos e morre após cair de mureta no Córrego Anhanduí

29/09/2013 11:35


Uma mulher identificada apenas como Cristina morreu na tarde deste sábado (28), após ter escorregado e caído no Rio Anhanduí, na avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande. Testemunhas relataram que a mulher andava na mureta que contém os desmoronamentos nas margens do rio quando escorregou e caiu.
 
O instalador Marcelo dos Santos Venâncio viu o momento do acidente e correu para socorrer Cristina. ?Ela caiu e eu desci no córrego junto com um mototaxista para tirá-la da água. Ela já estava desacordada, mas ainda respirava um pouco?, relatou.
 
Marcelo acredita que a mulher engoliu muita água, por isso não sobreviveu. ?Eu tinha esperança que ela ficasse viva, mas ela tinha um ferimento muito grave na cabeça?, contou.
 
Os Bombeiros e equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estiveram no local tentando reanimá-la por cerca de 40 minutos, sem sucesso.
 
O sargento Alexandre explicou que o ato do rapaz foi heróico, mas que a orientação é esperar o socorro apropriado.
 
 ?A gente entende que a população fica preocupada, o rapaz foi muito corajoso em descer dessa altura toda sem equipamento para socorrer a mulher, mas para que a pessoa não se coloque também em risco pedimos para acionar o socorro?, opinou.
 
Curiosos atrapalharam o resgate dos Bombeiros, ficando às margens do Rio. ?Orientamos também para que as pessoas evitem se aproximar, pois só tumultuam e podem gerar outro acidente?, explicou.
 
Motoristas pararam os veículos ou passavam devagar para ver o acidente, congestionando o local por cerca de uma hora.
 
Vizinhos disseram que Cristina mora em uma casa próxima ao rio, nas proximidades do shopping e acompanharam a tentativa de resgate. 

Midia Max