Confira os resultados deste domingo das Séries A, C e mais cinco estaduais

Flu vence e respira na luta contra o Z-4, Vasco segue drama ao empatar com Timão, e Goiás alcança terceiro lugar. Santa Cruz vai à final na Série C.

18/11/2013 09:15


CAMPEONATO BRASILEIRO 2013 (35ª RODADA)
 
Vitória 2 x 0 Santos (*foto)
Nos duelos de faroeste, dois homens entram vivos, e apenas o que tem o saque mais rápido e melhor pontaria permanece respirando. Neste domingo, os confrontos dos velhos filmes de bang-bang inspiraram o Brasileirão. Vitória e Santos duelaram no Barradão para manter as chances de conquistar uma vaga na Copa Libertadores da América de 2014. Veloz no gatilho, o Rubro-Negro baiano levou a melhor. Com gol dos 'matadores' Dinei e Maxi Biancucchi, a equipe comandada por Ney Franco bateu o Peixe por 2 a 0 e mantém a busca pelo G-4 em aberto, enquanto o time paulista dá adeus às chances de disputar o torneio continental na próxima temporada.
 
Apesar de festejar o triunfo sobre o Santos, o elenco do Vitória sabe que o sonho com a Libertadores não depende apenas do desempenho da equipe rubro-negra nas três rodadas restantes do Campeonato Brasileiro. Com 54 pontos, o time baiano precisa torcer contra os times que estão no G-4 para ter a chance de disputar a competição continental pela primeira vez na história. O resultado deste domingo serve de combustível para enfrentar o Criciúma no próximo sábado, no Heriberto Hülse, com a esperança de que ainda é possível chegar no principal torneio da América do Sul.
 
Para o Santos, uma vaga na Libertadores passa a ser uma meta impossível. O Alvinegro praiano tem 48 pontos e não tem mais possibilidades matemáticas de alcançar o G-4. Franco atirador, o Peixe encara o Fluminense no domingo, no Prudentão, em jogo que seria para alimentar o sonho, mas que vai servir apenas para cumprir tabela e, talvez, complicar a luta do rival carioca contra a zona de rebaixamento.
 
 
Fluminense 2 x 1 São Paulo
Foi dramático. A torcida do Fluminense compareceu ao Maracanã e torceu muito até o fim. O Tricolor carioca precisava da vitória para tentar fugir da zona de rebaixamento. O Criciúma venceu no sábado e aumentou a pressão. O time pressionou por boa parte do jogo os reservas do São Paulo, mais preocupado com a Copa Sul-Americana. A maior parte dos 37.310 presentes ao estádio - 34.459 pagaram ingressos, para uma renda de R$ 365,825,00 - sofreu com as chances desperdiçadas até os 43 minutos, quando o zagueiro Gum, com uma cabeçada mortífera, fez o estádio explodir de alegria: a vitória de 2 a 1 tirava um pouco a equipe do sufoco.
 
Welliton abrira o placar para o São Paulo. Jean, um dos destaques da partida, levou o Flu ao empate, ainda no primeiro tempo, e Gum selou a vitória no fim, a segunda sob a direção do técnico Dorival Junior. Agora, o Fluminense está com 42 pontos ganhos, fora da zona de rebaixamento - pulou, virtualmente, para a 14ª posição. Na próxima rodada, sai para enfrentar o Santos no Prudentão, no interior paulista. Depois, receberá o Atlético-MG no dia 1º de dezembro e termina o Brasileirão contra o Bahia, dia 8, na Fonte Nova.

O São Paulo, que se mantém com 49 pontos, na quarta-feira enfrentará a Ponte Preta na primeira partida das semifinais da Copa Sul-Americana, pegará o Botafogo em casa, domingo, e depois joga contra o Criciúma fora, no dia 1º de dezembro, e encerra dia 8, contra o Coritiba, no Morumbi.
 
 
Corinthians 0 x 0 Vasco
Se a vaga na Libertadores já era um sonho distante para o Corinthians, passou agora a ser missão impossível. E se a permanência do Vasco na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro era algo complicado, ficou ainda mais. Tudo por causa do sonolento empate por 0 a 0 entre as duas equipes neste domingo, no Pacaembu, pela 35ª rodada da competição nacional.
 
Os mais de 20 mil pagantes presentes ao Pacaembu (era o retorno do Timão ao estádio após cinco jogos de gancho) não tiveram motivo algum para deixar o local satisfeitos. Mas o torcedor do Corinthians, no caso, não tem muito com o que se preocupar. Já o do Vasco tem motivos de sobra para ficar com medo do rebaixamento.
 
A apatia da equipe carioca, de certa forma, explica a presença na zona do rebaixamento. A três jogos do fim do Brasileirão, o time cruzmaltino tem apenas 38 pontos, em 18º. O Corinthians, por sua vez, chegou aos 49 pontos, na nona colocação, e não consegue mais chegar ao G-4, porque Grêmio e Goiás venceram suas partidas. Muito pouco para quem investiu tanto no elenco - só o atacante Alexandre Pato custou R$ 40 milhões, e ainda é reserva.
 
Na próxima rodada, Corinthians e Vasco jogam no estádio do Maracanã. No sábado, às 19h30, o time cruzmaltino recebe o campeão Cruzeiro. E no domingo, às 17h, o Timão visita o Flamengo.
 
 
Cruzeiro 2 x 2 Ponte Preta
Com muita raça, retranca e dois gols de Leonardo, a Ponte Preta foi até Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e quase carimbou a faixa do Cruzeiro neste domingo. Quase. Sem seis titulares, o campeão brasileiro foi surpreendido com um gol logo no início, pressionou o restante do jogo, jogando quase dentro da área dos paulistas. Pressionou tanto que virou no segundo tempo, com Souza e Vinícius Araújo, mas a Macaca ainda conseguiu buscar o empate por 2 a 2, já nos acréscimos.
 
Sem preocupação com a tabela, o Cruzeiro só está interessado em bater recordes. Chegou a 75 pontos, três a menos que o São Paulo de 2007, maior aproveitamento dos pontos corridos com 20 times. Já a situação da Ponte Preta continua desesperadora. Com 35 pontos, a equipe precisa vencer todos os jogos para ter chances de escapar da degola.
 
O Cruzeiro voltará a campo no sábado, contra o Vasco, às 19h30m (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro. Já a Ponte Preta receberá o Grêmio, no domingo, às 17h, no Moisés Lucarelli, em Campinas.
 
 
Grêmio 2 x 1 Flamengo
O Grêmio precisava vencer para recuperar a vice-liderança no Brasileiro. O Flamengo voltou a escalar o time reserva, pensando na final da Copa do Brasil, e queria ao menos o empate. O elenco limitado não conseguiu conter a experiente equipe gaúcha, que nem chegou a fazer uma boa partida, mas teve em Maxi Rodríguez, autor dos dois gols, o seu ponto alto. O time faturou os três pontos com a vitória por 2 a 1, na noite deste domingo, na Arena do Grêmio. O resultado deixou a equipe com 60 pontos ganhos e os rubro-negros em alerta. Estacionado com 45 pontos, o time carioca vê os rivais mais próximos da zona da degola se aproximarem.
 
Os gols saíram no segundo tempo, que teve emoção no fim para os 17.097 pagantes e
23.372 presentes à Arena, que proporcionaram a renda de R$ 638.812,00. Maxi, que acabara de entrar na equipe, abriu o placar para os gremistas em jogada individual. Aos 40, João Paulo, em bola desviada, empatou para o Fla. Mas o camisa 14 do Grêmio, em noite brilhante, fez outra bela jogada, ao dar lindo drible em Rafinha, bateu colocado e selou a vitória, aos 41.
 
Na próxima rodada, o Grêmio irá domingo a Campinas enfrentar a Ponte Preta. Depois, receberá o Goiás em 1º de dezembro, e termina a campanha no Canindé, dia 8, contra a Portuguesa.
 
O Flamengo, que quarta-feira começa a decidir a Copa do Brasil contra o Atlético-PR, na Vila Capanema, enfrentará no Maracanã o Corinthians, no domingo. Depois, pegará fora o Vitória (1º de dezembro) e encerra a competição contra o Cruzeiro, em casa.
 
 
Goiás 3 x 1 Internacional
Oito vitórias e dois empates em dez rodadas. Não é para qualquer um. A grandiosa sequência de resultados somada ao tropeço dos adversários neste período coloca o Goiás na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, cada vez mais perto de uma vaga na Libertadores do ano que vem. A nova vítima foi o Internacional, que até marcou primeiro neste domingo, no Serra Dourada, mas levou a virada em jogo que também foi marcado por polêmica envolvendo a arbitragem.
 
Walter, Hugo e Roni balançaram as redes após o gol de Otávio, que abriu o placar no primeiro tempo, e a vitória por 3 a 1 deixou o Verdão com 59 pontos, atrás somente de Cruzeiro e Grêmio. O Colorado reclamou bastante do primeiro gol do Goiás, marcado por Walter, que estava em posição irregular. Já no segundo tempo, após reclamar de suposta falta de Roni em cima de Jorge Henrique, na intermediária, Rafael Moura recebeu cartão amarelo, continuou reclamando e foi expulso.
 
Mas polêmica à parte, o Inter, que não vence fora de casa há mais de dois meses, segue com uma campanha bastante decepcionante, na modesta 11ª colocação, com 45 pontos. Clemer e seus comandados têm mais três rodadas para tentarem melhorar a colocação final da equipe gaúcha, que receberá o Coritiba no próximo domingo, às 19h30m (de Brasília), em Caxias do Sul. Já o Goiás visitará o Atlético-MG no sábado, às 21h (de Brasília), em Belo Horizonte.
 
 
Náutico 0 x 1 Bahia
A agonia do Bahia durou até os 35 minutos do segundo tempo. A dez minutos do fim, Fernandão, enfim, conseguiu superar Ricardo Berna e garantir a vitória tricolor sobre o Náutico por 1 a 0 na Arena Pernambuco. Oito rodadas depois, o time baiano voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. E respirou. O resultado, além de quebrar o jejum, tirou o Bahia da zona de rebaixamento.
 
O Tricolor chegou aos 42 pontos e ultrapassou o Coritiba. Saiu da 17ª para a 16ª colocação. Já rebaixado, o Timbu chegou à 10ª derrota consecutiva. Estacionado nos 17 pontos, o time pernambucano segue precisando de pelo menos mais um para se livrar da pior campanha da era dos pontos corridos - em 2007, o América-RN também somou apenas 17.
 
O gol de Fernandão premiou a insistência do Tricolor em outra atuação ruim. O maior mérito do Bahia foi não ter "aceitado" mais um tropeço diante de um cenário que se apresentava nebuloso. Pelo futebol apresentado, a torcida tem motivos para se preocupar.
 
Na próxima rodada, o time de Cristovão Borges tem um confronto decisivo contra a Portuguesa, adversária direta na luta contra o rebaixamento, domingo, na Fonte Nova. No mesmo dia, o Timbu visita o Atlético-PR na Arena Joinville.
 
 
Portuguesa 2 x 0 Atlético-MG
A Portuguesa está perto de deixar definitivamente para trás o fantasma do rebaixamento. E faltam apenas três jogos para o Atlético-MG se concentrar totalmente no Mundial de Clubes da Fifa. Foi nesse clima, de garra contra o descenso e descaso pelo Brasileirão, que a Lusa venceu o Galo por 2 a 0.
 
Neste domingo, no estádio do Canindé, em São Paulo, a Lusa não deixou de procurar o gol sequer um minuto e foi premiada com uma importante vitória, com gols de Bruno Henrique e Henrique. Agora com 44 pontos, em 13º lugar, o time rubro-verde se afasta da zona de rebaixamento e fica perto de escapar de vez.
 
O Galo, por sua vez, caiu para a sétima colocação, agora com 52 pontos. Mas também pouco importa para o atleticano a posição na tabela. O interesse agora é em preparar a equipe para os jogos que terá pela frente no Marrocos.
 
Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG joga no sábado, às 21h, contra o Goiás, no Independência, em Belo Horizonte. A Portuguesa, por sua vez, visita o Bahia, domingo, às 19h30m, na Fonte Nova, em Salvador.
 
 
CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE C 2013 (SEMIFINAIS - JOGOS DE VOLTA)
Santa Cruz 2 x 1 Luverdense
*O Santa Cruz disputa a final da Série C com o Sampaio Corrêa.
 
CAMPEONATO BRASILEIRO FEMININO 2013 (SEGUNDA FASE - 4ª RODADA)
São José-SP 2 x 1 Tuna Luso
Rio Preto 1 x 1 Vitória-PE
 
CAMPEONATO PARAENSE 2014 (PRIMEIRA FASE - 4ª RODADA)
Tuna Luso 0 x 0 São Raimundo-PA
Time Negra 2 x 3 Independente-PA
Castanhal 0 x 2 Gavião
 
COPA PAULISTA 2013 (FINAL - JOGO DE IDA)
Audax São Paulo 1 x 1 São Bernardo
 
COPA RIO 2013 (SEMIFINAIS - JOGOS DE VOLTA)
Volta Redonda 1 x 2 Boavista
*O Boavista enfrenta o Duque de Caxias na final da Copa Rio.
 
COPA SÃO LUÍS 2013 (SEGUNDO TURNO - 1ª RODADA)
Maranhão 0 x 1 Cordino
 
CAMPEONATO SUL-MATO-GROSSENSE SÉRIE B 2013 (FINAL - JOGO DE VOLTA)
Costa Rica 0 x 1 Ubiratan
*O Ubiratan se sagrou campeão.

Globoesporte.com