Bandidos matam taxista com facada no pescoço

Corpo foi encontrado nesta quarta-feira. Presidente do Sindicato dos Taxistas diz que categoria se sente fragilizada.

09/03/2016 12:00


Taxista foi morto a golpe de faca no lado direito do pescoço, por volta das 05h30 desta quarta-feira, 09 de março, em Corumbá. Claudinei Guerreiro, tinha 64 anos. O corpo foi encontrado na rua João B.O.Mota, na região do Guató, parte alta de Corumbá, perto do Anel Viário. O carro que ele dirigia, um Ágile, foi levado por bandidos.
 
Próximo ao local do crime, a equipe da Rádio Patrulha da Polícia Militar encontrou uma blusa feminina, uma camiseta de time de futebol, uma bermuda feminina, um tapete automotivo, um cabo de faca de madeira ? possivelmente utilizada no crime ? e um sinal luminoso de táxi.
 
De acordo com o presidente do sindicato dos Taxistas de Corumbá, Cláudio Reis Rodrigues, Guerreiro tinha aproximadamente 30 anos de praça e, por um período, chegou a trabalhar como mototaxista autorizado no município.
 
Ao Diário Corumbaense, o presidente contou que a vítima não estava trabalhando durante a madrugada e foi atender uma corrida agendada um dia antes. ?Ele estava em casa e acordou por volta das 05 horas para fazer uma corrida que já estava marcada. Seria para pegar uma mulher perto de um mercado [naquela região] e levar para a maternidade. Não tomou nem café da manhã e saiu para fazer essa corrida?, afirmou, o que levanta a suspeita de que o taxista tenha caído numa armadilha.
 
Amaral, como é popularmente conhecido o presidente do Sindicato dos Taxistas, afirmou que a categoria se sente fragilizada. ?Estamos expostos a todo tipo de situação e ficamos preocupados. Não culpamos ninguém, apenas as leis brasileiras. No final do mês de fevereiro esfaquearam e bateram em um taxista nosso. Uma pessoa foi presa e parece que o outro fugiu. Estamos expostos?, finalizou.
 
O corpo do taxista Claudinei Guerreiro foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Nenhum suspeito foi detido até agora.

Diário Corumbaense