Violência doméstica: duas ameaças de morte

Elas são jovens e bonitas. Talvez por isto correm risco de vida.

25/04/2016 12:00


L.D.dos S, 18, e F.C.P, 20, embora não se conheçam e morem em cidades distintas de Mato Grosso do Sul, vivenciaram, nas últimas horas, o drama de terem suas vidas ameaçadas. A primeira, reside em Rio Brilhante, a 294 quilômetros de Aquidauana. A segunda, em Nova Andradina, a 431. Ambas cansaram da violência doméstica impetrada por seus companheiros, deixando-os, e com isto tiveram a paz, já combalida, definitivamente ameaçada.
 
Moradora na Rua Eduardo Trindade, 1264, Bairro Nery Lima, em Rio Brilhante, L.D.dos S, há duas semanas, resolveu deixar M.J.R, 20, por não suportar o seu temperamento. O ex-amado, pelo jeito, não mudou, porque neste domingo, 25, por volta das 23h10, esteve em sua residência, visivelmente embriagado, começando a agredi-la, com socos e pontapés.  Chamada a intervir, a Policia Militar levou o agressor até a Delegacia. Durante o percurso testemunhou o seu destempero. Por diversas vezes disse que ao ser liberado, mataria 
L.D.dos S.  ?Vou cortar a cabeça dela?, chegou a dizer.
 
O drama similar de F.C.P foi mais recente. Por volta das 01h10 da madrugada desta segunda, 25, ela foi alvo de ameaças de J.M.de F, 23. Ainda no domingo, 24, por volta das 20h00, o casal teve uma forte discussão. De acordo com F.C.P, J.M.de F estava alterado, pois começou a beber ao meio dia. Cansada dos comuns ataques dele sempre que bebe, o que faz com frequência, ela resolveu sair de casa com o filho da relação, que começou há um ano e sete meses. Foi para a casa de uma prima, J.P, na Rua Amancio Claro, 1375, no centro de Nova Andradina. Ali foi procurada nesta madrugada, sendo agredida e ameaçada pelo companheiro, que deve ser, a partir e agora, mais um ?ex? desconsolado. F.C.P que se cuide!

da Redação