'A casa caiu', admite presa por tráfico de drogas em Anastácio

Prisão ocorreu na tarde desta terça-feira. Caso pode ser parte de uma 'teia maior' de rede de abastecimento e venda de drogas.

04/05/2016 09:10


"É, a casa caiu", admitiu uma mulher, 55 anos, ao ser presa em flagrante por tráfico de drogas, na tarde desta terça-feira (03), numa residência situada na Rua Porto Geral, em Anastácio. A casa da traficante começou a dar sinais de desmoronamento quando a Polícia Militar mobilizou uma guarnição de Radiopatrulha para realizar rondas no Conjunto Cristo Rei. No local, a equipe flagrou dois jovens, 26 e 27 anos, carregando certa quantia de pasta base de cocaína.
 
A dupla disse que pagou R$ 300,00 pela droga e revelou que não sabia o nome da fornecedora, mas apontou informações importantes a respeito das características da pessoa e do ponto de tráfico. Os policiais da Radiopatrulha montaram guarda no local descrito e, com o apoio da Agência Local de Inteligência e da Rotai (Rondas Ostensivas Táticas do Interior), verificaram que vários usuários conhecidos de drogas entravam e saíam do endereço.
 
Um cão farejador auxiliou nas buscas pessoais - as quais resultaram na apreensão de pasta base de cocaína com um dos abordados. Diante da evidência, a PM entrou na residência, onde foi recebida pela proprietária, que, a princípio, negou envolvimento com o tráfico. Entretanto, ao deixar uma paradinha cair no chão, idêntica à que foi encontrada com os usuários, ela viu que não tinha mais saída. "É, a casa caiu", disse aos policiais.
 
A mulher apenas gesticulou para explicar onde o entorpecente ficava acondicionado, explicando que cada um era vendido por R$ 10,00. No local, foram encontrados mais 11 papelotes de pasta base de cocaína. A proprietária foi apresentada na Delegacia de Anastácio, juntamente com a droga apreendida.
 
O caso, agora, segue sob investigação da Polícia Civil, que apurará a participação de outras pessoas apontadas como parte de uma ?rede de abastecimento e revenda? de drogas nas cidades de Aquidauana e Anastácio.

da Redação