Esportes

Aquidauanense Matheus Godoy é o novo vice-campeão mundial de jiu-jítsu

Matheus competiu pela categoria faixa marrom adulto meio-pesado. Competição aconteceu nos Estados Unidos.

08/06/2016 10:00


Após enfrentar uma verdadeira "guerra", como ele próprio define, o jovem aquidauanense Matheus Godoy, 22 anos, conquistou a medalha de prata durante o Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu. O evento aconteceu nos dias 02, 03, 04 e 05 de junho, no famoso ginásio em forma de pirâmide da Califórnia State University, em Long Beach, nos Estados Unidos.

Atleta da categoria faixa marrom adulto meio-pesado, que contou com 61 inscritos, Matheus conseguiu vencer todas as cinco lutas que fez até a grande final, quando ficou com o vice-campeonato.

O resultado premia a persistência do aquidauanense, que sempre definiu o Mundial como uma meta em sua vida e participou da competição pela sexta vez na carreira, sendo a primeira em que conquistou uma medalha. E que ninguém duvide de que a busca pelo ouro inédito segue firme e forte.

"Não poderia estar mais feliz, trabalhei muito duro e forte neste semestre. Eram dois treinos de jiu-jítsu e um de preparação física, diariamente, e eu estava confiante de que conseguiria um bom resultado. Até que enfim", comemora o jovem, que pratica a modalidade desde que tinha 12 anos, sem perder a motivação ao enfrentar obstáculos como a falta de apoio.
 
Em muitos anos de treino pesado, Matheus já acumula diversos títulos, como campeão Sul-Brasileiro, vice-campeão Brasileiro Sem Kimono (NO-Gi), vice-campeão Sul-Americano e diversas vezes medalhando nos abertos internacionais (Brasilia Open, Rio Open), todos pela CBJJ (Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu) / IBJJF (International Brazilian Jiu-Jítsu Federation). Ele também foi oito vezes campeão sul-matogrossense em todas as federações.
 
Atualmente, o jovem reside e treina na capital do Estado e, como empresário, é proprietário, juntamente com Ronan Tangerino, do Centro de Treinamento União Pantaneira, em Campo Grande. A preparação física é feita no box do Crossfit Baru, ao qual atua como atleta.

Ao comentar sobre o resultado obtido no Mundial, o aquidauanense destaca a importância do apoio recebido da família e dos amigos, da Crossfit Baru, da Panificadora Viana, da Vitaminas A+, de Carlão Castro e da médica nutróloga Andressa Godoy Guzzela, que trabalhou na elaboração da dieta para que pudesse competir.
 
Nos próximos dias, Matheus vai aproveitar para descansar, mas não por muito tempo. Ele comenta que terá uma preparação intensa até o Campeonato Brasileiro Sem Kimono, em outubro, e o Campeonato Sul-Americano, no mês seguinte. Nos quais pretende trazer novas medalhas e ainda mais orgulho para a sua terra natal.

da Redação