Policial

Homem que matou em Anastácio por R$ 60 é levado para presídio de Aquidauana

Autor conhecido como Cascão espancou a vítima com pauladas na cabeça, até a morte

18/07/2016 19:00


Foi transferido na tarde desta segunda-feira para o Presídio Municipal de Aquidauana, L.C.R, mais conhecido como Cascão, acusado de espancar até a morte, com pauladas na cabeça, Edson José Alves dos Santos, o Camelo, no início da noite do último sábado, em Anastácio. Ele foi escoltado por policiais à unidade prisional onde deverá permanecer até o julgamento.

Como já noticiado pelo O Pantaneiro, Cascão foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio e confessou ter agido porque a vítima lhe devia cerca de R$ 60, valor referente à venda de seis canetas artesanais, cada uma avaliada em R$ 10.
 
Velho conhecido da polícia, Cascão já acumulava passagens por porte de arma de fogo, ameaça e tentativa de homicídio, enquanto que a vítima, suposta usuária de drogas, já havia sido denunciada por ameaça e furto. A suspeita é de que Camelo tenha trocado as canetas por drogas e não repassado valor a Cascão, fato que resultou no ataque.
 
O corpo de Camelo foi encontrado em uma casa abandonada na Avenida Manoel Murtinho, centro de Anastácio. Próximo ao corpo havia um pedaço de madeira com vestígios de sangue. De imediato foi levantada a suspeita de que Cascão pudesse estar envolvido no caso, já que era visto com frequência pelas ruas com a vítima. Ao ser abordado pela Polícia Militar, logo confessou. 

Da Redação, com informações de Pedro Neto