Policial

Em Miranda, homem espanca esposa grávida e vítima pede medidas protetivas

19/07/2016 18:59


Uma mulher de 32 anos procurou a Delegacia de Polícia Civil de Miranda na manhã de ontem para denunciar agressões que sofre por parte do marido. Mãe de duas crianças, frutos de 13 anos de união com o autor, e gestante do terceiro filho do casal, ela relatou que tem apanhado com socos e chutes pelo corpo, inclusive na barriga, desde domingo. Por esta razão, representou criminalmente e pediu medidas protetivas.
 
Conforme o boletim de ocorrência, ela disse que no domingo, por volta do meio-dia, o marido a agrediu com socos e chutes, causando-lhe lesões nas pernas. Na oportunidade, não solicitou apoio da Polícia Militar porque logo o agressor saiu para trabalhar e não houve mais discussões. No entanto, na manhã de ontem, por volta das 8 horas, o homem voltou a lhe bater, jogando-a no chão e enforcando-a.


Ela então foi direto para a delegacia e denunciou o caso, sendo encaminhada para atendimento médico imediato em razão de estar gestante. Policiais civis e militares realizaram buscas pelo autor, mas ele, embora devidamente identificado, não foi encontrado. A mulher disse que as agressões ocorrem há muito tempo, mas nunca denunciou imaginando que um dia acabariam naturalmente. Ela pediu medidas protetivas.

Da Redação