PMA autua pecuarista paranaense em R$ 7,2 mil por uso e armazenamento de 24 m³ de madeira ilegal

31/07/2016 12:00


Durante fiscalização em uma propriedade rural, localizada à margem da rodovia MS 395, no município de Anaurilândia, Policiais Militares Ambientais de Bataguassu apreenderam no sábado (30) pela manhã, 24 m³ de madeira que era utilizada e estava armazenada ilegalmente.

Os policiais verificaram que a madeira nativa, em formato de estacas e postes para cerca, estava sendo armazenada na fazenda e a maior parte já estava sendo utilizada na confecção de uma cerca e de um mangueiro para gado. 
 
O proprietário da fazenda, de 37 anos, apresentou uma autorização ambiental (DOF ? Documento de Origem Florestal), que é o documento legal para se ter em depósito, utilizar ou transportar qualquer produto florestal, com dados de outra propriedade, indicando que aquele documento poderia não ser daquela madeira que ali se encontrava.
 
O material vegetal foi apreendido e o infrator ficou como fiel depositário, pois grande parte do produto estava fixado no solo. A PMA autuou administrativamente o proprietário da fazenda, residente em Umuarama (PR) e aplicou multa de R$ 7.200,00. Ele responderá também por crime ambiental, com pena prevista de seis a um ano de detenção. 
 

Da Redação