Ações do DOF causam prejuízos de R$ 18,4 milhões a criminosos na fronteira

03/08/2016 17:20


Segundo dados levantados realizados pela administração do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), o prejuízo efetivado pelas ações ostensivas e repressivas das equipes operacionais, principalmente aos narcotraficantes e contrabandistas nas fronteiras do Mato grosso do Sul com a Bolívia e o Paraguai, chegou a 18,4 milhões de reais nesse mês de julho de 2016, tendo uma média diária de apreensão de maconha e cocaína, superior aos 100 quilos.

A divulgação dos dados foi realizada pela Assessoria de Comunicação do DOF e engloba apreensão de drogas, cigarro, eletrônicos, confecções, veículos produto de roubo ou frutos em outros estados, veículos com sinais de identificação adulterados e veículos que transportavam drogas, além da apreensão de armas e munições.

Nesse período, uma das mais notórias ações dos policiais do DOF, sem dúvida foi a apreensão dos quase 2,5 milhões de dólares em moeda americana na cidade de Corumbá/MS, quando um casal tentava evadir dividas com essa quantia para a Bolívia, o que estatisticamente garantiu, o mês de julho mais produtivo da história dos 29 anos do Departamento.

Foram quase 600mil reais de prejuízo diário ao crime organizado que age na fronteira, produzidos durante o patrulhamento itinerante de fronteira realizados pelas equipes do DOF e nos mais 500 bloqueios realizados nas rodovias federais, estaduais e vicinais, localizadas na região de fronteira do estado.

?Os números em espécie são os melhores da história do Departamento, o que indica que a dinâmica implementada pela direção do DOF, com apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, tem obtido resultados e superando as metas estabelecida para o combate ao crime na região de fronteira.? explica o Coronel PM Ary Carlos Barbosa, diretor do DOF.

Da Redação