Defesa Civil monitora rodovia que teve parte da pista destruída em MS

Buraco engoliu parte da MS-295, única via asfaltada de acesso a Paranhos. Mesmo com interdição, alguns veículos se arriscam e passam pelo local.

12/12/2016 09:59


A Defesa Civil de Paranhos, a 456 quilômetros de Campo Grande, no extremo sul do estado, está monitorando a situação da rodovia MS-295, única via pavimentada que dá acesso ao município e que teve no trecho entre os quilômetros 38 e 39 uma parte da pista destruída, em razão das fortes chuvas em toda a região. Uma cratera se abriu na estrada engolindo quase todo o asfalto, que foi levado junto com a tubulação que canaliza as águas do córrego Tuna Mirim, que passa pelo local.
 
Segundo o coordenador da Defesa Civil do município, Walter Manoel da Rosa Valenzuela, com o desabamento, a rodovia foi interditada há cerca de dois dias, mas alguns carros e até mesmo caminhões estão se arriscando e passam pelo que restou de pista para chegar a cidade. ?É um risco muito grande de acidente, porque continua chovendo e cada veiculo que passa pelo local desmorona mais um pouco o aterro que sustenta a pista?, alertou, completando que a situação de Paranhos é de quase isolamento.
 
Sem a rodovia pavimentada, Valenzuela aponta que as alternativas para chegar a cidade passam por estradas vicinais e rotas alternativas que podem aumentar a distância em até 150 quilômetros. Com a perspectiva de chuva forte ainda no decorrer desta semana, conforme a meteorologia, o coordenador da Defesa Civil da cidade comenta que a situação preocupa. ?Por enquanto a situação está tranquila, mas se demorarem muito tempo para construir um aterro ou apontar uma rota alternativa mais curta pode complicar?, alerta.
 

G