Feminicídio

Homem que matou ex na frente dos filhos é condenado a 16 anos de prisão

No dia do crime, vítima falava ao telefone celular quando o acusado chegou e a atacou com vários golpes de faca

11/03/2017 09:43


Michel Leite de Carvalho, 30 anos, foi condenado a 16 anos de prisão por matar a esposa Juliana da Silva Fernandes, 24, esfaqueada na frente dos filhos. Julgamento foi realizado hoje na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Crime aconteceu no dia 22 de abril do ano passado, no Jardim Aero Rancho, e foi motivado porque o acusado não aceitava o fim do relacionamento e, mesmo separado, não admitia que a ex se relacionasse com outros homens.

No dia do crime, vítima falava ao telefone celular quando o acusado chegou e a atacou com vários golpes de faca no tórax, barriga e braço.

Homicídio aconteceu na frente dos três filhos do casal, sendo dois meninos de 8 e 5 anos e uma menina de 2 anos.

Juliana ficou internada por dois dias na Santa Casa e não resistiu aos ferimentos. Carvalho foi preso dias depois.

No julgamento, acusado reservou-se o direito de permanecer em silêncio e pediu para não acompanhar a sessão nem ser interrogado.

Por maioria de votos, Conselho de Sentença condenou o acusado por homicídio qualificado por motivo torpe, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e o fato de ser praticado por razões de gênero feminino (feminicídio).

Juiz titular da vara, Aluizio Pereira dos Santos, fixou a pena em 16 anos em regime fechado.  


Correio do Estado - Glaucea Vacari