Operação Vostok

Filho de Azambuja é transferido para o Presídio Militar

A transferência ocorreu após o depoimento dele, acompanhado pelo advogado

13/09/2018 10:44


O filho do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), Rodrigo de Souza e Silva, foi transferido ontem a noite da Superintendência da Polícia Federal em Campo Grande para sala reservada a prisão de advogados dentro do Presídio Militar, no Complexo Penitenciário localizado no Bairro Jardim Noroeste.

A transferência ocorreu após o depoimento dele que foi acompanhado pelo advogado Gustavo Passarelli.
O defensor também representa o chefe do Executivo e o empresário e pecuarista Élvio Rodrigues, amigo de Azambuja. “Eu acompanhei o depoimento do governador, e também do Rodrigo, que em seguida foi deslocado para o Presídio Militar. O Élvio continua na Polícia Federal, porque ainda não prestou depoimento”, disse Passarelli.

Rodrigues deverá ser ouvido hoje a tarde e em seguida também deverá ser transferido, porém o local ainda não foi definido. A defesa afirmou que não deve pedir habeas corpus para os dois presos. A estratégia definida até agora é a de aguardar o fim do prazo da prisão temporária, estabelecida pela Justiça, no domingo (16) a noite.

“Em caso de prisão temporária não é comum pedir habeas corpus. Precisamos ter acesso aos autos, que deverá ser disponibilizado com o fim das diligências. Provavelmente será amanhã ou na segunda-feira (17). Estamos aguardando informações mais adequadas. Pela normalidade do processo, indica que no domingo eles deverão ser liberados”, concluiu o advogado.


Correio do Estado