Anastácio

Homem assassinado em Águas do Miranda trabalhava para dar melhores condições à filha

Wagner foi assassinado por Thiago Netto de Resende, preso em flagrante algumas horas depois do crime

15/10/2018 17:20


Assassinado após discussão no domingo, Wagner Araújo, de 31 anos, natural de Anastácio, estava a trabalho há três meses no distrito de Águas do Miranda, no município de Bonito, onde o crime aconteceu. Segundo a madrasta Maria da Conceição Correia da Silva, de 60 anos, ele havia acabado de levar a filha para morar com ele, pois tinha obtido a guarda dela.

“Ele estava lá para trabalhar, porque queria dar mais condições à menina, já que aqui em Anastácio o serviço é pouco”, disse a madrasta, reforçando que Wagner era eletricista. “Era uma pessoa trabalhadora, honesta e que todo mundo gostava. Ele estava pagando R$ 500 para uma babá cuidar da menina”, lamentou Maria, ainda abalada com a situação.


Como noticiado, Wagner foi assassinado por Thiago Netto de Resende, preso em flagrante algumas horas depois do crime. Conforme o boletim de ocorrência, o próprio irmão do autor do crime procurou a Polícia para informar que Thiago teria matado uma pessoa.

Os policiais então foram até à pousada onde Thiago mora e trabalha, mas ele já não estava mais no local. A equipe da PM encontrou Wagner caído no chão, de bruços, com sangramento no pescoço, já sem vida. Os policiais fizeram rondas ostensivas na região e localizaram Thiago embaixo da ponte sobre o Rio Miranda.

Ele então confessou a autoria do crime e disse que houve um desentendimento entre os dois. Thiago teria enforcado Wagner e então desferido golpes de faca de serra. Sobre o corpo de Wagner estava a faca usada no crime. O criminoso não disse aos policiais até o momento o motivo da discussão que o levou a matar a vítima. Thiago foi preso em flagrante e algemado.

Colaborou Luiz Guido Jr.


Da Redação