Eleições em Anastácio

Vestidos de verde e amarelo, prefeito Nildo e esposa declaram apoio a Bolsonaro

Prefeito de Anastácio diz que espera nele a mudança que o Brasil necessita

28/10/2018 12:38


Confiantes na vitória do presidenciável Jair Bolsonaro, o prefeito de Anastácio, Nildo Alves e a primeira-dama do município, Cássia Albres, votaram na manhã deste domingo (28) vestidos de verde e amarelo, na Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade.

“É importante essa festa democrática para o Brasil. Antes de termos o nosso lado, os nossos partidos, aquele candidato que nós acreditamos, mas eu peço a Deus que ilumine o povo brasileiro para que possa votar da melhor forma possível, porque o país se encontra numa situação calamitosa e eu acredito, tenho fé que a partir de hoje o Brasil já vai começar a mudar”, disse o prefeito de Anastácio.

Para o prefeito Nildo, as mudanças políticas do país devem acontecer para melhorar a vida dos brasileiros, dos sul-mato-grossenses. “Que o Brasil volte a crescer, que exista uma ordem no país e que os mais necessitados tenham o auxílio do governo federal e governo do Estado para que possam ter o mínimo de dignidade”, considerou.

Bolsonaro e Azambuja

O prefeito Nildo vestido de camisa verde e a esposa, Cássia, de amarelo, o casal declarou os votos a Jair Bolsonaro para presidente e Reinado Azambuja para governador.

Nildo Alves de Albres - Prefeito de Anastácio

“Eu sou claro, votei no Jair Bolsonaro porque acredito nele e espero nele a mudança que o Brasil necessita. E aqui no estado, o meu voto é 45 no Reinaldo Azambuja, pois acredito nele também. O governador está fazendo um bom trabalho e deverá continuar fazendo, mas as Eleições estão na mão de Deus e na vontade do povo brasileiro. Esperamos que a democracia realmente aconteça e que a população vote em quem o seu coração e sua mente determinar”, opinou.

Cássia Albres - primeira -dama do município de Anastácio

A primeira-dama explicou que a combinação de verde e amarelo é para simbolizar o patriotismo do casal. “Seja qual for o resultado, a gente aceita, mas com certeza, acima de tudo é o Brasil que esperamos que melhore”, disse Cássia Albres.

*Com informações de Rhobson Tavares Lima.


Redação