Política

Com função de zelar pela imagem da Casa, deputados de MS formam Comissão de Ética

Parlamentares negam que instauração de comissão tenha relação com vídeo

05/11/2019 17:20


Os deputados estaduais formaram uma Comissão de Ética na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (5) após repercussão do vídeo do deputado federal Loester Trutis (PSL) chamando os parlamentares de ‘folgados’ e bundas-moles’.

Com função de zelar pela observância dos preceitos éticos da atividade parlamentar e pelas imunidades e prerrogativas asseguradas pela Constituição, uma Comissão de Ética também tem o dever de cuidar da imagem do Poder Legislativo. No entanto, segundo os deputados, a Comissão não tem a ver com o caso.

“A Comissão estava sendo formada há duas semanas, já estávamos planejando. Estava incompleta e agora tem todos os membros”, explicou o deputado estadual Pedro Kemp (PT).

Fazem parte da Comissão como titulares os deputados Felipe Orro (PSDB), Kemp e Barbosinha (DEM) pelo G9 e Neno Razuk (PTB) e Coronel David (PSL) pelo grupo G10.

São suplentes os deputados Onevan de Matos, pela bancada do PSDB; Renato Câmara e Lídio Lopes (Patri) pelo G9 e Antonio Vaz (Republicanos) e Lucas de Lima (SD) pelo G10.

A Comissão deve ser oficializada nesta quarta, com publicação dos componentes em Diário Oficial, quando os trabalhos do grupo devem começar.


Midiamax