Aquidauana

Quase trinta anos depois, ex-alunos de Aquidauana se reúnem em noite memorável

Eles se conectaram através de um grupo virtual e convidaram ex-professores para jantar

20/11/2019 18:02


Muita Emoção! Assim foi o jantar de reencontro, mais conhecido como uma ‘Aula da Saudade de um grupo de ex-alunos da Escola Estadual Professor Dóris Mendes Trindade, de Aquidauana. 

O reencontro da turma, que hoje está na faixa etária dos 40 a 50 anos, foi realizado no último dia 15 de novembro, no Simted reuniu cerca de 16 ex-estudantes, são eles: Alexsandra, Ana Fábia, Andreia, Antônio, Carmencilda,  Cláudia, Euzelei,  Gilmayron, Giovanni, Ireniza, Jonilson, Letícia,  Marta, Paulino, Sônia e Vera.

Além do grupo de ex-alunos do Dóris, familiares e professores Airton Cunha, Carlos Gentil, Celso Benevides, Cleovia,   Dair Méris,  Fernando Moraes, José Ramão,  Luzia Cunha e Rosa Vasconcelos também estiveram presente no jantar. 

A iniciativa de juntar a turma partiu da ex-aluna e hoje professora Carmencilda Damasceno. Ela mora em Aquidauana até hoje e conta que, durante muito tempo, procurou através das redes sociais, os colegas que fizeram parte de sua infância. “Entrei no Dóris em 1986 e pude fazer muitos amigos especiais, alguns eu mantinha contato periódico, outros não... mas nunca perdi a esperança em reencontrar e juntar todos”, comenta.

Carmencilda foi a peça principal para juntar os colegas e marcar, 30 anos depois, o jantar de reencontro. “Eu tinha uma amiga em especial que nunca mais tinha visto, a Alexsandra, e um dia estava no mercado e encontrei a prima dela que me passou o WhatsApp. Começamos a nos falar e fomos adicionando as pessoas; uns moram aqui, Campo Grande e até fora do Estado...fomos nos conectando até o dia de nos reencontrar”, disse.

Ainda segundo Carmencilda, na época a escola Dóris sofria preconceito. “Era uma escola fora do centro da cidade, muitos diziam que era marginalizada e não, é uma escola que formou muita gente e sou eternamente grata pela construção que fizemos e por ter feito parte dessa escola”, finaliza.

 

 


Carol Alencar