Pessoas

Assim como ‘Maria da Paz’ da novela, Anastácio também tem uma boleira de sucesso

23/11/2019 11:31


Com o fim da novela global A Dona do Pedaço, onde tinha como personagem principal uma boleira que conquistou espaço com o que mais amava fazer, muitas pessoas se identificaram com a motivação e empenho que Maria da Paz tinha.

Em Anastácio, por exemplo, a nossa ‘Maria da Paz’ é Ana Cristina de Matos Brito, a Crhis Doces. Aos 37 anos ela, que é formada em Administração pela UFMS, atua como boleira há mais de 12 anos. “Comecei vendendo bombons na empresa que trabalhava, e a venda de bolo foi Deus quem abriu as portas. Em 2008 ia ter um evento da igreja onde congrego e sempre fazemos uniformes e camisetas na época os líderes dos jovens estavam muito preocupados porque fizeram compromisso com umas camisetas e nem todos haviam pago, e faltando uns dias para entregar o restante do dinheiro e a irmã q era líder comentou a situação comigo aí senti em doar dois bolos para q eles vendessem e conseguissem o dinheiro e fiz arrumei os bolos confeitei chegando perto das 19h apareceram os líderes aqui de bicicleta para levar olhei para os dois e perguntei se eles tinham vindo buscar os bolos?? Responderam sim dei uma risadinha e falei mas não tem como vem ver e trouxe a irmã para ver na geladeira, quando ela viu os bolos recheados confeitados ela começou a rir e ficou maravilhada porque não esperava q fosse daquele jeito, me dediquei para doar a Deus como faço para qualquer cliente”, contou Crhis.

O começo, como Crhis contou foi assim... com Deus agindo sobre o futuro negócio. Hoje ela construiu uma cozinha maior onde realiza as encomendas e faz, diferentemente da novela, bolos confeitados e recheados com muito capricho. “Na novela ela vendia bolos simples, aqui a gente faz produções de aniversários e até casamentos, graças à Deus”, comenta a boleira.

Ela tem três filhos, os gêmeos de 19 anos e o pequeno de 3 anos. “Na época meu primeiro casamento não tinha dado certo, eu trabalhava em um órgão público e resolvi sair fui trabalhar com meus pais que atuam no comércio e fazia os bolos em pequena quantidade, mas fui me aperfeiçoando e fazendo alguns cursos e no final, construímos uma cozinha maior para conseguir fazer em mais quantidade”.

Assim como Maria da Paz, Chris fazia bolos com a avó. “Tenho na memória minha avó fazendo bolos no fim de tarde e eu a ajudando, naquela época não tinha batedeira e eu que mexia a massa pra ela; sem sombra de dúvidas ela foi minha inspiração”, pontua.

Sobre ser chamada de boleira, como na novela, onde a filha da personagem de Juliana Paes tinha vergonha da mãe, Crhis diz que jamais sentiria vergonha de algo que ela faz com amor e que lhe dá o sustento e enfatiza: “Quando é necessário em algum cadastro eu falo vê ai o q encaixa boleira/confeiteira”. 

Atualmente ela vende em média de oito a 15 bolos recheados por dia, fora os bolos simples também. No final de semana a quantidade aumenta, chega a vender de 40 a 50 bolos. Ainda não tem uma confeitaria refinada, mas garante que trabalha para isso. “Eu ainda não consegui ter minha confeitaria mas estou caminhando para”, avisa.

Acompanhe o trabalho da boleira no Instagram. Ela entrega em Anastácio, Aquidauana e região.

 

 


Da Redação