Aedes aegypti

Aquidauana registrou 152 casos de dengue em 2019

Em todo MS, foram registrados 29 mortes pela doença

03/01/2020 14:10


Considerado um número de alta incidência, em comparação com o total de habitantes, Aquidauana registrou 152 casos de dengue em 2019. A informação foi divulgada no último boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

O ano passado foi o segundo com maior registro de casos da doença no Estado, com 66,3 mil, em que boa parte das vítimas está na faixa de idade de 20 a 49 anos. Ficou atrás dos números de 2013, onde a epidemia fez 99 mil vítimas. 

Já o município vizinho, Anastácio, registrou 74 casos. Tanto Anastácio como Aquidauana teve casos de óbitos pela doença, mas as mortes por dengue no Mato Grosso do Sul chegaram a 29.

Febre Chikungunya
Em todo Estado, foram registrados 579 casos da doença, também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Aquidauana teve 7 casos e Anastácio 2, nenhum levou a óbito.

Prevenção em tempos de chuva
O verão chegou e com ele a previsão de grande volume de água. A SES reforma no boletim que a principal ação que a população tem é se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local em que ela possa se acumular, em qualquer época do ano. 

Além do Aedes Aegypti transmitir a dengue hoje o mosquito tornou-se um dos maiores inimigos da saúde pública por transmitir também o vírus Zika e a Febre do Chikungunya, e as ações de controle do vetor são imprescindíveis.

Os principais sintomas da doença são: náusea, vômito, manchas vermelhas pelo corpo, dor muscular e nas articulações, dor de cabeça e olhos. Caso sinta um desses sintomas, busque uma unidade de saúde e não tome medicações sem prescrição médica. 


Kamila Alcântara