Morte a Esclarecer

Morte de idosa internada com sinais de maus-tratos é alvo de investigação policial

Natalea Sebastião, de 83 anos, residia em aldeia indígena de Aquidauana

15/01/2020 16:00


A morte da idosa Natalea Sebastião, de 83 anos, que residia em uma algeia indígena no município de Aquidauana, foi registrada como "morte a esclarecer" na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC) do Centro de Campo Grande e está sob investigação.

De acordo com o boletim de ocorrência, no dia 20 de dezembro de 2019, a idosa teria viajado para São Gabriel do Oeste, acompanhada de uma de suas filhas. No dia 12 de janeiro, ela sentiu febre, foi medicada com um antitérmico e melhorou. No outro dia, por volta das 7h, a idosa acordou e foi tomar banho, mas sua filha percebeu que a mesma apresentava bolhas nos pés e pernas. Ela foi levada para o Hospital Municipal José Valdir Antunes de Oliveira, em São Gabriel do Oeste, um dia depois, no dia 14 de janeiro.

Ela teria dado entrada com febre, insuficiência respiratória, bolhas nos pés e pernas e sinais de maus-tratos. A idosa ainda recebeu atendimento no local, mas precisou ser transferida para a Santa Casa de Campo Grande, onde deu entrada às 15h46 do dia 14, inconsciente. Após ser internada, ela teve uma parada cardiorrespiratória, passou por procedimento de reanimação cardiopulmonar, mas não resistiu e morreu às 16h10.

Como a idosa faleceu em Campo Grande, a Polícia Civil do município é a responsável pela investigação.


Schimene Weber