Aquidauana

Suspeito de matar homem e atirar em mulher no bairro Guanandy é preso

Vítima era sogro do autor e ambos tinham passagens pela polícia

29/04/2020 17:57


O homem suspeito de ter matado Júlio César Adriano do Nascimento, de 49 anos, foi preso pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira em Aquidauana. Ele é suspeito de matar Júlio e de ter tentado matar a esposa dele, de 46 anos. Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil, tanto o suspeito quanto a vítima já tinham passagem pela polícia. 

Júlio seria sogro do autor do crime e eles teriam cometido um assalto juntos. Eles invadiram a casa de um empresário em 2010, quando roubaram dois veículos, cartão de crédito e talões de cheque. Eles deixaram os moradores amarrados em casa.

O suspeito do crime, o homem de 32 anos, também teria se envolvido em um crime já noticiado no Pantaneiro, uma apreensão de drogas. Ele foi preso com vários tabletes de maconha, contabilizando 287 kg de entorpecente.

Entenda o caso

Júlio, de 49 anos, foi morto ao tentar separar uma briga na madrugada desta quarta-feira (29), no bairro Guanandy, em Aquidauana. A esposa dele, de 46 anos, foi baleada e socorrida pelo Corpo de Bombeiros. Ela está internada com uma bala alojada na perna. O autor, de 32 anos, conseguiu fugir e só foi preso há pouco.

Conforme boletim de ocorrência, os policiais foram acionados para atender ocorrência de disparo de arma de fogo em bar no cruzamento da Rua João de Almeida Castro com a Rua Francisco de Castro. No local, constatou que tudo começou a partir da briga de um casal que lá estava.

Conforme apurado, um casal A e B começou a trocar agressões, quando um homem X que estava no local interferiu e passou a brigar com o marido da mulher. Júlio, que mora com a esposa em uma casa na frente do estabelecimento, foi ao bar e tentou separar a briga. O dono do bar, o homem de 32 anos, não gostou do ocorrido, pois eles já tinham desavenças. Ele pegou uma arma e perseguiu Júlio, atirando nele. O homem também atirou na esposa de Júlio. Logo em seguida, ele fugiu.

 

Da Redação