Polícia

Com cemitério lotado, enterro de policial executado é marcado por homenagens

Dois policiais civis foram assassinados em Campo Grande na terça-feira

10/06/2020 16:36


O sepultamento do policial civil Jorge da Silva Santos, de 50 anos, foi marcado por homenagens na manhã desta quarta-feira (10). O cemitério estava lotado e pessoas fizeram homenagens com palmas e tiros. O policial foi assassinado na terça-feira (9) em Campo Grande;

O cortejo contou mais de 200 veículos até o Cemitério Jardim da Paz, na saída para Sidrolândia, segundo informações do Campo Grande News. No cemitério, policiais fizeram um corredor, enquanto amigos e familiares levavam o caixão. Equipe do Batalhão de Choque fez as honras fúnebres, com tiros disparados em direção ao chão.

“Todos aqui somos iguais, independente de farda ou distintivo”, disse o diretor-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas. 

Os policiais Jorge Santos e Antônio Roque eram lotados na Derf e foram mortos a tiros na terça-feira (9), quando investigavam roubo a uma joalheria. Segundo informações do Campo Grande News, o autor dos disparos estava na viatura descaracterizada, na condição de testemunha e, por isso, não foi algemado, conforme Lei de Abuso de Autoridade. 

No veículo, também estava outra pessoa, um preso como suspeito de envolvimento no roubo. Ele foi imobilizado com algema por ter mandado de prisão em aberto.

 

Da Redação