TJMS

Prefeito de Anastácio é condenado por improbidade administrativa

Nildo deve pagar R$ 1,3 milhão aos cofres da cidade

12/08/2020 13:02


Atual prefeito de Anastácio, Nildo Alves de Albres, foi condenado pela Justiça sul-mato-grossense por improbidade administrativa. Nildo deve pagar R$ 48.288,70 aos cofres públicos com e juros de mora de 1% ao mês e correção monetária, como a ação é de 2012, o valor atualizado a ser ressarcido é de R$ 1.399.046,08. A inelegibilidade foi afastada pelo Tribunal devido ao prazo da sentença.

A denúncia foi feita em 2012 pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul (MPMS) que instaurou Inquérito Civil para apurar irregularidades constatadas na contratação de serviços de transporte de alunos da rede estadual e municipal e contratação de serviços de manutenção em veículos da Secretaria de Administração sem a devida licitação, tendo em vista expediente encaminhado pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul à Procuradoria-Geral de Justiça.

A defesa do político recorreu da decisão que seguiu para o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) e o no dia 19 de maio deste ano o desembargador relator Paulo Alberto de Oliveira negou o pedido de suspensão do Cumprimento da Sentença. 

No dia 3 deste mês foi anexada mais uma certidão ao processo onde consta que o agravo interno da defesa foi negado nos termos do voto do relator durante a sessão ordinária da 1ª Seção Cível. 

*Editada para correção de informações


DA REDAÇÃO