Economia

MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro

Foram 20.580 contratações e 15.926 demissões no período avaliado

26/11/2020 19:10


O mercado de trabalho em Mato Grosso do Sul está em alta. O Estado mais contratou do que demitiu em outubro e fechou o mês com saldo positivo de 4.654 vagas trabalho criadas com carteira assinada.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Economia.

Foram 20.580 contratações e 15.926 demissões no período avaliado. Segundo o relatório, os setores que mais contrataram foram, na sequência, comércio (1.715), serviços (1.661) e Indústria (1.043). Logo depois aparecem os segmentos da construção (173) e agricultura (62).

Pelo quinto mês consecutivo o Estado registra saldo positivo na geração de empregos . Em junho deste ano foram 1.097 vagas abertas. Em julho, 3.266. Agosto, 2.505, e setembro 3.046.

A proximidade do Natal e das festas de final de ano fazem do setor de comércio o principal gerador de vagas no mês de outubro.

”Temos boas notícias em outubro, com o crescimento das vagas no comércio neste período. Essas contratações, ainda que temporárias, são fundamentais para a população. Na indústria, toda a recomposição de estoque e de demanda têm permitido o crescimento das vagas no setor, que são mais perenes, com menor volatilidade”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

De acordo com ele, o Governo do Estado tem adotado medidas em busca da retomada econômica. "Isso passa por desburocratização, facilitação na atração de empreendimentos e capacitação de pessoas para que elas possam absorver essas vagas. Temos perspectivas positivas para a geração de empregos em 2021, com a atração de novos empreendimentos na indústria no comércio”, pontuou.

Pandemia

Nos meses iniciais da pandemia de coronavírus, Mato Grosso do Sul contabilizou mais demissões do que contratações: março (-27 vagas), abril (-7.873) e maio (-2.690). Nesse período, a crise de saúde derrubou a economia do País.

Entretanto, no acumulado do ano, de janeiro a outubro, a geração de empregos é positiva. Foram 164.659 contratações e 153.282 desligamentos. O saldo resulta na criação de 11.377 vagas de trabalho com carteira assinada em todo o Mato Grosso do Sul.


Governo de MS