Anastácio

Advogado que estuprava meninas e familiares que permitiam abusos são soltos

Caso é investigado pela DAM de Aquidauana

30/11/2020 08:11


O advogado preso na semana passada em Anastácio por estuprar de três meninas de 11, 12 e 15 anos, foi solto pela Justiça, juntamente com seis familiares das vítimas que também vinham sendo investigados por permitir os abusos. 

De acordo com a delegada da DAM (Delegacia de Atendimento de Aquidauana), Joilce Ramos, responsável pelo caso, os sete envolvidos foram soltos sem fiança. "Advogado e todos os responsáveis pela adolescente soltos sem fianca”, disse ela em post nas redes sociais, lembrando que apurou a denúncia dos abusos ao longo de seis meses, colhendo provas para materializar os fatos.

Conforme já noticiado, o advogado foi preso enquanto transitava de caminhonete com as três meninas no veículo, todos consumindo bebidas alcoólicas. Foi encontrado com ele camisinhas e pacotes de medicamentos. Ele disse que levava as vítimas para lanchar.

No entanto, conforme horário e percurso que ele fazia, a Polícia Civil crê que ele fosse para o motel. Relatos apontam que ele pagava para os familiares para ter acesso às vítimas e abusá-las, arcando com despesas de água e luz, entre outras.

 


Da Redação