Homenagem

Tenente André Ragalzi completa 99 anos e recebe homenagem do 9°BE Cmb 

A cerimônia ocorreu no Museu Marechal José Machado Lopes junto ao atual comandante do batalhão

30/11/2020 20:48


Assim como em anos anteriores, o veterano da Força Expedicionária Brasileira, André Ragalzi, recebeu uma homenagem do 9º Batalhão de Engenharia de Combate, em Aquidauana, ao completar mais um aniversário . Este ano, os 99 anos foram comemorados no Museu Marechal José Machado Lopes junto ao atual comandante do batalhão, Cel Luiz Alexandre Vieira da Costa.

No dia 8 de maio deste ano, André Ragalzi também foi homenageado nas comemorações dos 75 anos do Dia da Vitória. A solenidade da data marcada na história pela rendição incondicional da Alemanha nazista e pelo consequente fim da Segunda Guerra Mundial ocorreu defronte ao monumento em homenagem aos 789 Pracinhas do Batalhão que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB).


Tenente André Ragalzi
André Ragalzi é tenente reformado, mora com a esposa em Aquidauana (MS), tem 11 filhos, 20 netos e 24 bisnetos. Nunca imaginou que faria o caminho inverso do pai italiano que veio como imigrante ao Brasil. André estava no navio General Mann, que atracou no porto de Nápoles no início da manhã do dia 16 julho de 1944, há exatos 75 anos. Ele fez parte primeiro grupo de brasileiros que chegou à Europa para lutar contra o nazismo.

De acordo com a Força Expedicionária Brasileira (FEB), o Brasil enviou cerca de 25 mil militares para combater na 2ª Guerra. De Mato Grosso do Sul - à época ainda Mato Grosso - 649 homens embarcaram para a Itália e destes, 7 ainda estão vivos e moram no estado.

“Quando pulei da trincheira andei 10 passos, a bomba explodiu e jogou o cabo [do exército]. Eu escapei por um fio de linha, se tivesse ficado um minuto, eu tinha ido junto com ele também", o relato da perda do amigo é do ex-combatente do Brasil na 2ª Guerra Mundial, André Ragalzi.

 


Rhobson/ Blog pessoal - Pracinhas do Brasil