Política

A 9 dias de deixar Prefeitura, Marcelo Crivella é preso no RJ

vereador Jorge Felippe (DEM) assume o mandato

22/12/2020 09:38


Faltando apenas nove dias para deixar o cargo, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso por agentes da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual. A ação que resultou na prisão do bispo da Igreja Universal do Reino de Deus foi deflagrada na manhã desta terça-feira (22).

Crivella foi preso em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. Ele foi encaminhado para a Polícia Fazendária, por volta das 6h30.

Ao ser preso, Crivella afirmou que espera por “justiça” e que lutou “contra o pedágio ilegal, tirei recursos do carnaval, negociei o VLT, fui o governo que mais atuou contra a corrupção no Rio de Janeiro”

A ofensiva é um desdobramento da Operação Hades, que investiga a existência de um suposto “QG da Propina” na Prefeitura do Rio de Janeiro.

Agora, quem assume o mandato é o presidente da Câmara Municipal, vereador Jorge Felippe (DEM), já que o vice-prefeito, Fernando MacDowell morreu, em 2018.


Da redação